Romero faz uso do direito de resposta e defende a própria honra e história no guia de Bolinha


 

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, teve direito de resposta concedido pelo juiz Bartolomeu Correia Lima, da 17º Zona Eleitoral, no tempo de um minuto, a partir deste sábado 24, nas inserções do candidato Artur Bolinha (PSL), da Coligação É Hora de Uma Nova História.

Romero repôs verdades que foram “atropeladas” no Guia de Bolinha, que tentou vender a imagem do prefeito campinense como um corrupto.

“Já fui vereador, presidente de câmara, deputado estadual e federal, secretário de Estado e, com muita honra, prefeito de Campina por duas oportunidades. Sai desses cargos e, com a benção de Deus, vou sair da Prefeitura com as mesmas mãos limpas com que entrei. Nunca me imputaram o desvio de um só centavo sequer. Meu nome não é citado em qualquer investigação. O que fiz a vida toda foi trabalhar, discretamente como é meu perfil”, disse Romero Rodrigues em seu vídeo.

_Gabinete da rua_

O prefeito de Campina Grande também disse que seu perfil é de trabalhar o dia todo nas ruas da cidade, conseguindo realizar obras e ações que fazem de Campina uma cidade muito melhor do que a recebida por ele há oito anos. “É o maior e mais transparente gabinete de trabalho que Campina já teve”, sintetizou.

_Sintonia com Bruno_

Romero Rodrigues também fez questão de citar o nome de Bruno Cunha Lima como o seu candidato à Prefeitura de Campina Grande, por todo um histórico existente durante todos esses anos.

“Bruno é o meu candidato porque conheço sua vida, integridade e compromisso com o povo de Campina. Bruno é o candidato dos que querem, de verdade, o bem de Campina, dos que querem que essa cidade avance. Ninguém sujará minhas mãos, ninguém maculará nossa história”, finalizou o prefeito Romero Rodrigues em seu direito de resposta nas inserções de Artur Bolinha.



Nenhum comentário