Header Ads

Do G-4 à zona de rebaixamento, Vasco vive “mês das bruxas” e tem pior aproveitamento do ano

 


Outubro foi um verdadeiro “mês das bruxas” para o Vasco. Mesmo com a vitória por 1 a 0 na última quarta-feira, diante do Caracas, pela Copa Sul-Americana, o Cruz-maltino não conseguiu fugir do seu pior mês em 2020.

Além de perder o técnico Ramon Menezes, que foi demitido logo no dia 8, após derrota para o Bahia, o time teve apenas uma vitória em seis confrontos. Com o desempenho, o aproveitamento foi de apenas 16,7% dos pontos.

Da briga pela zona de classificação para a Libertadores, o clube se viu na luta contra o rebaixamento, e coleciona um dos piores aproveitamentos entre clubes da Série A e B no mês.

O início de ano foi conturbado: com apenas 14 jogos no comando, Abel Braga pediu demissão após derrota para o Fluminense por 2 a 0 no Campeonato Carioca. Duas semanas depois, o ídolo Ramon Menezes foi anunciado pelo clube e empolgou. O novo treinador levou o Vasco para a parte de cima da tabela, e o “Ramonismo” encantou o torcedor.

Agosto foi um exemplo do bom momento: 4 vitórias, 1 empate e apenas 1 derrota em 6 partidas. O aproveitamento de 72,2% colocou o time na briga por vaga na Libertadores. O declínio começou em setembro. Em 8 jogos disputados, o Vasco teve 2 vitórias, 3 empates e 3 derrotas. O rendimento caiu para 37,5%, o que derrubou o time na tabela.

G1


Nenhum comentário