Header Ads

Na pandemia, 61% tiveram emprego ou fonte de renda prejudicados



Pesquisa indica que 61% dos brasileiros foram prejudicados financeiramente pela crise do coronavírus, que levou à perda de empregos ou queda na renda familiar. O percentual oscilou dentro da margem de erro, de 2 pontos percentuais, em relação à última pesquisa, realizada de 17 a 19 de agosto.

O levantamento também mostra que 6 em cada 10 entrevistados afirmaram que deixaram de pagar alguma conta devido à pandemia. Houve alta de 7 pontos percentuais em relação ao levantamento anterior.

A pesquisa foi realizada pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é realizada em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Os dados foram coletados de 31 de agosto a 2 de setembro, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 509 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

Quem mais deixou de pagar contas foram as mulheres. Segundo o levantamento, 69% das entrevistadas disseram estar com contas pendentes. São 17 pontos percentuais a mais que os homens (52%). 

Os resultados da pesquisa indicam que o impacto financeiro é maior para a faixa mais pobre da população. Oito em cada 10 brasileiros sem renda fixa estão com boletos sem pagar. Além disso, 70% dos inadimplentes têm só o ensino fundamental completo.

No Norte, o percentual de pessoas que deixaram de pagar alguma chega a 84%. São 23 pontos percentuais acima da média nacional. Já o prejuízo ao emprego e fonte de renda é sentido, principalmente, no Centro-Oeste, onde 3/4 da população foi afetada.

Fonte: Poder 360

Nenhum comentário