Header Ads

Justiça decreta sequestro de bens e imóveis de Geraldo Alckmin

.


A 1ª Zona Eleitoral de São Paulo decretou nesta quarta-feira (5) o sequestro de bens e imóveis de até R$ 11,3 milhões relacionados ao ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, Marcos Antônio Monteiro e Sebastião Eduardo Alves de Castro. 

A PF (Polícia Federal) afirma que os valores foram sequestrados para ressarcir os prejuízos gerados por crime de corrupção passiva. 

Os citados ainda não se pronunciaram a respeito do sequestro de bens e imóveis. 

Denúncia contra Alckmin

No final de julho, Alckmin foi denunciado por falsidade ideológica eleitoral, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com a denúncia, Alckmin recebeu R$ 2 milhões em espécie do conglomerado Odebrecht na campanha ao Palácio dos Bandeirantes em 2010 e R$ 9,3 milhões quando disputou a reeleição, em 2014.


R7

Nenhum comentário