Header Ads

Alguém tem que ceder: dos mais de dez pré-candidatos à PMJP, e apenas uma vaga, candidaturas podem se reduzir à metade até a data da convenção


Alguém tem que ceder. Parece até nome de filme, mas essa é a realidade vivenciada na disputa eleitoral em João Pessoa nas eleições desse. É que das mais de dez pré-candidaturas postas até agora, e apenas uma vaga, pré-candidatos já avaliam o cenário e a possibilidade de convergir podendo reduzir até mesmo a metade o número de postulações na hora de bater o martelo.

Todos querem a cabeça da chapa, mas estão esquecendo da vaga de vice, e de suas mais diversas possibilidades.

Basta pensar na pandemia do coronavírus- quem imaginava que um vírus poderia mudar tanto a realidade da população mundial. Assim é a vaga de vice. Uma hora você é reserva e de repente tem a possibilidade de virar titular por conta de forças maiores.

Pelas contas, estão no páreo a candidata do prefeito, Edilma Freire (PV), o MDB com Nilvan Ferreira, o PT com Anísio Maia, o PP com Cícero Lucena, o SD com João Almeida, o DEM com Raoni Mendes, O PSDB de Ruy Carneiro, o PTB com Wilson Filho, o PRTB com Eduardo Carneiro, Walber Virgolino do Patriotas, Julian Lemos, do PSL, o UP com Rafael Freire, além do PSB que sinaliza candidatura, mas não apresentou sequer o nome para encabeçar a chapa. Cotado para o posto, o deputado Gervásio Maia, que preside os girassóis no Estado, foi logo reforçando seu apego ao cargo federal em Brasília, e não deve se aventurar na nova disputa.

Bastidores apontam para composições inusitadas em breve. Quem viver, verá se surpreenderá. Segundo apurado Amanda vice de Edilma Freire, voltando a se unir com Cartaxo, voltando a dobradinha firmada em 2014 que teve Lucélio como senador na Chapa de Ricardo. Outra possibilidade, é o próprio Ricardo na cabeça, sonhando com o PT, que tem o maior tempo de guia, na sua vice.



blogdoninja

Nenhum comentário