Header Ads

PIB dos EUA recua 32,9% no 2º trimestre, pior resultado desde a Grande Depressão

.


O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos teve uma queda, em termos anualizados, de 32,9% no segundo trimestre de 2020, de acordo com dados publicados nesta quinta-feira, 30, pelo Departamento de Comércio do país. O indicador - que ainda passará por revisões - deixa evidente o forte impacto da pandemia de covid-19 na economia americana. Esse é o pior resultado desde a Grande Depressão, na década de 1930.

O resultado, no entanto, veio melhor do que a mediana de 26 estimativas consultadas pelo Projeções Broadcast, que apontava contração de 35%.

O Departamento do Comércio informou também que o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) caiu à taxa anualizada de 1,9% no segundo trimestre. Já o núcleo do PCE, que desconsidera preços de alimentos e energia, recuou 1,1% no mesmo intervalo. A contração da atividade econômica americana no primeiro trimestre foi confirmada em 5%.

Mês de abril

A maior parte das perdas históricas nos dados do Produto Interno Bruto aconteceu em abril, quando a atividade quase parou depois que restaurantes, bares e fábricas foram fechados em meados de março para conter a disseminação do coronavírus.

Embora a atividade tenha acelerado a partir de maio, o ímpeto diminuiu em meio a um ressurgimento de novos casos da doença, especialmente nas densamente povoadas regiões Sul e Oeste, onde autoridades estão fechando as empresas de novo ou dando uma pausa na reabertura. Isso reduziu as esperanças de uma forte recuperação do crescimento no terceiro trimestre.

O presidente do Federal Reserve (o banco central americano), Jerome Powell, reconheceu na quarta-feira a desaceleração na atividade. O BC dos EUA manteve a taxa de juros perto de zero e prometeu continuar injetando dinheiro na economia. A queda no PIB e a recuperação econômica fraca podem colocar pressão sobre a Casa Branca e o Congresso para fechar um segundo pacote de estímulo. / REUTERS


Nenhum comentário