Header Ads

Irmãs do jogador Hulk recebem auxílio emergencial do governo


Duas irmãs do jogador de futebol Hulk receberam o auxílio de R$ 600 do governo federal por conta da pandemia do novo coronavírus. O benefício é liberado para pessoas que não têm renda suficiente para se manterem em meio ao caos que afeta a economia.

Mas o atleta não gostou de saber que as duas irmãs pediram o auxílio. Ele as ajuda financeiramente. “Infelizmente é verdade. Fiquei sabendo ao ser avisado pelo meu assessor de imprensa. Perguntei às minhas irmãs e elas confirmaram. Não gostei, pois sempre ajudei toda minha família. Reclamei pela atitude, mas cada um é responsável pelos seus atos”, disse ele por meio de nota.

O portal de Transparência, da CGU (Controladoria-Geral da União), mostra que Givanilda Vieira de Sousa recebeu R$ 1.200. E a outra irmã, Gilvânia Vieira de Sousa, foi beneficiada com o auxílio de R$ 600.

Hulk joga atualmente na China e é um dos jogadores mais bem pagos do mundo, com mais de R$ 100 milhões por ano.

O atleta também se viu envolvido em uma polêmica ao começar a se relacionar com a sobrinha de sua agora ex-mulher. Eles acabaram entrando em um acordo milionário.

Após Hulk assumir o namoro com a moça, ele fez de tudo para conseguir a separação de forma amigável. Ele teria depositado R$ 100 milhões na conta da ex e ainda a deixou escolher metade dos 80 imóveis de propriedade dele.

Em abril, o paraibano de Campina Grande resolveu se pronunciar pela primeira vez a respeito da separação de Iran Ângelo e sobre seu atual relacionamento com a sobrinha da ex-mulher. Além disso, o jogador de futebol usou a função Stories, do Instagram, para se defender de comentários feitos por Mara Maravilha durante o Fofocalizando (SBT).

Hulk negou que sua nova namorada, Camila, esteja grávida, mas deixou claro que são jovens e que, se isso acontecer, será o primeiro a informar ao público. O paraibano foi categórico ao afirmar que a atual namorada não foi a razão pelo fim de seu casamento com Iran. “Eu me separei porque já tinha anos que não existia mais casamento. Mas, por respeito, não vou tocar no assunto. Só estou falando para dizer que Camila não foi pivô da separação. Não foi uma separação amigável, mas não vou tocar no assunto”.



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) 

Nenhum comentário