Header Ads

Especialista explica diferença entre os tipos de teste para covid-19 e como evitar resultado falso


O rastreamento rápido é a maneira mais eficaz de conter o avanço do novo coronavírus, mas quando é indicado realizar o teste? Qual o método mais seguro para detectar o vírus e qual o período adequado para realizar o exame? Desde o início da pandemia, essas são perguntas que surgem diariamente e, caso não sejam esclarecidas, podem prejudicar os resultados dos exames com falsos negativos. Para esclarecer as dúvidas sobre o assunto, o tema “Testagem” será abordado no “Simpósio Unimed João Pessoa – O Enfrentamento da Covid-19: do Desafio às Conquistas”. O evento será realizado no dia 1 de agosto, das 8h às 17h, com participação exclusivamente online e transmissão pelo YouTube.

De acordo com Ana Isabel Vieira, infectologista da Unimed JP e uma das palestrantes do simpósio, é importante estar atento ao período dos primeiros sinais para se submeter aos testes. “Para o diagnóstico da covid-19, é realizado o RT-PCR, que utiliza secreções respiratórias, coletadas da garganta ou nariz. Os resultados podem levar alguns dias para serem emitidos, pois são analisadas em laboratório. Este tipo de teste deve ser colhido entre o terceiro e o sétimo dia do início dos sintomas e possui mais qualidade e sensibilidade. É considerado o padrão ouro dos exames”, explica a médica.

Há também os chamados testes imunológicos, que podem dosar a quantidade de anticorpos que tem no organismo sem detalhar se é IgM/IgG. “A IgM é a molécula formada rapidamente no corpo logo após o primeiro contato com uma infecção. Já a IgG, demora mais tempo para ser formada e é responsável por impedir a reinfecção, se é recente ou se já passou”, explica Ana Isabel.

Segundo ela, ainda há os testes sorológicos que permitem detectar até a quantidade de anticorpos no organismo. “Eles precisam ser realizados após o décimo dia de sintomas, pois podem detectar falso negativo caso sejam colhidos antes. Neste caso, a IgM deve ficar positiva em torno de 20 dias e a IgG começa a subir após esse período dando uma dimensão que houve contágio e já não há mais a presença do vírus no organismo. Em relação ao RT-PCR, o resultado pode ser positivo mais de dez dias após o início dos sintomas, mas não representa mais infectividade do vírus”, detalha a médica.

Como participar – As inscrições para participar do Simpósio Unimed João Pessoa são gratuitas e podem ser realizadas no link
https://www.even3.com.br/simposiounimedjp/ até o dia 31 de julho, exclusivamente, na página do evento, onde também pode ser consultada a programação completa. As vagas são abertas para médicos, residentes, estudantes de medicina e demais profissionais de saúde.

Durante o evento, os internautas poderão conferir os bons resultados obtidos e as técnicas pioneiras no combate à covid-19 utilizadas pela Unimed JP em seus clientes. A programação abordará as estratégias que deram certo no enfrentamento à covid, fatores de risco, manejo do paciente e o que esperar do mundo pós-covid. Os interessados podem conferir mais informações no Instagram @simposiocovidjoaopessoa .

Serviço:
Simpósio Unimed João Pessoa – O Enfrentamento da Covid-19: do Desafio às Conquistas
Data: 01/08/2020 (sábado)
Horário: 8h às 17h
Inscrições gratuitas: https://www.even3.com.br/simposiounimedjp/ (até 31 de julho)
Transmissão online: YouTube Unimed João Pessoa

Sobre a Unimed JP – Com 48 anos de tradição, a Unimed João Pessoa é uma cooperativa de trabalhos médicos que se consolidou como a melhor e maior operadora de planos de saúde da Paraíba. Além de mais de 1,7 mil médicos cooperados, possui a mais completa rede de assistência médico-hospitalar privada do Estado. São diversos hospitais credenciados, sendo dois próprios – um deles referência em alta complexidade -, além de clínicas, prontos-socorros e laboratórios à disposição dos mais de 147 mil clientes. Tudo isso garante à Unimed JP a liderança absoluta no segmento de saúde suplementar no mercado paraibano. Acesse www.unimedjp.com.br.

Outras informações:
Instagram: @unimedjoaopessoa
LinkedIn: /company/unimed-joao-pessoa
Facebook: /unimedjoaopessoa
Twitter: @unimed_jp



paraibaradioblog

Nenhum comentário