Header Ads

De forma simbólica, Romero inaugura unidade de acolhimento à comunidade venezuelana em Campina Grande



Além de abrigo, Prefeitura assegura toda uma rede de proteção social aos imigrantes, numa ação articulada entre as secretarias

O prefeito Romero Rodrigues inaugurou simbolicamente, na manhã desta sexta-feira, 9, a Unidade de Acolhimento Institucional Permanente preparada pelo Município para a comunidade venezuelana em Campina Grande. A unidade, no bairro do Jeremias é formada por mais de 60 pessoas, entre crianças, jovens e adultos e continuará a receber, como já vinha acontecendo no abrigo provisório no bairro de Bodocongó, toda a assistência viabilizada por uma rede de proteção social através da Secretaria de Assistência Social do Município.

Sem caráter de solenidade, mas limitando-se a uma visita breve ao local onde já estão acomodados os imigrantes que deixaram a Venezuela há vários meses e chegaram a Campina Grande, Romero Rodrigues saudou os beneficiários e conheceu as instalações, no prédio onde funcionava a Escola Municipal Sérgio de Almeida, acompanhado pelos secretários Maésio Tavares (Semas) e Filipe Reul (Saúde).

Rede de proteção 

De acordo com a diretora de Proteção Social da Prefeitura, Joelma Martins, um trabalho bem coordenado entre as secretarias municipais tem propiciado toda uma atenção especial à comunidade de imigrantes. Nas áreas de Saúde, Educação, Assistência Social e outras, o Município tem procurado atender às necessidades mais básicas dos venezuelanos.

Para Romero Rodrigues, todo o esforço da Prefeitura em procurar atender com dignidade os venezuelanos que chegaram a Campina Grande vale a pena, pois o gesto humanitário e atenção institucional é o mínimo que o Município pode oferecer à comunidade estrangeira que experimenta há bastante tempo dificuldades e privações longe de sua terra.

Nenhum comentário