Header Ads

Hospital da Ebserh inaugura no Rio Grande do Sul laboratório para testes de Covid-19

Desde a semana passada, a cidade de Rio Grande (RS) conta com uma nova estrutura no enfrentamento à Covid-19. O Laboratório de Apoio Diagnóstico em Infectologia do Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr., vinculado à Universidade Federal do Rio Grande e à Rede Ebserh (HU-Furg/Ebserh), realizará os testes dos pacientes com suspeita da doença causada pelo novo coronavírus. Os pacientes de municípios próximos também poderão ser atendidos na unidade.

Serão realizados testes RT-PCR (biologia molecular), que analisam as secreções respiratórias dos pacientes. O Laboratório tem a capacidade de realizar de 60 a 100 testes por dia para identificação do novo coronavírus, com resultados entre 24 e 72 horas, dependendo do processamento da amostra.

Esse tipo de teste permite identificar a presença do vírus já nos primeiros dias da doença, com a aparição dos primeiros sintomas, o que auxilia no diagnóstico e no tratamento. Inicialmente, estão disponíveis 5 mil testes que serão utilizados na testagem da população de Rio Grande e região, bem como dos profissionais da saúde. Os testes serão aplicados de acordo com os protocolos vigentes da doença e preconizados pelo Ministério da Saúde (MS).

As amostras serão coletadas pelas instituições de saúde dos municípios e encaminhadas ao HU-Furg, atendendo ao protocolo Secretaria Estadual de Saúde. Com isso, os testes poderão ser processados em Rio Grande, sem ter a necessidade de encaminhamento para o Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen), em Porto Alegre, agilizando o processo.

Infraestrutura – A nova área física foi alocada no térreo do prédio anexo do hospital, em um espaço de aproximadamente 100 m², que foi dividido em seis ambientes: secretaria; almoxarifado; sala para recebimento das amostras; e laboratórios (dois de Biologia Molecular e um de Citometria de Fluxo). A instalação elétrica foi adaptada para o recebimento de equipamentos novos, incluindo: duas cabines de segurança biológica – nível II, três ultrafreezers e um extrator de material genético.

A infraestrutura dos três laboratórios é composta por bancadas novas de aço inox, sistema de exaustão com filtragem e antecâmara para paramentação e desparamentação dos profissionais. Além disso, o piso, a iluminação e as portas foram trocados e estão adequados aos padrões exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), oferecendo condições adequadas para o manuseio de vírus de transmissão respiratória.

Segundo a superintendente do HU-Furg, Sandra Brandão, foram investidos aproximadamente R$ 650 mil na obra e aquisição de materiais, recursos provenientes do próprio Hospital, da Fundação de Apoio ao Hospital de Ensino do Rio Grande (Faherg), e de doações de instituições e empresas parceiras. Segundo a gestora, “as adequações do laboratório permitirão, após a pandemia de Covid-19, a continuidade das atividades, com testagem para outras doenças respiratórias”.

Atuação da Ebserh – Para o enfrentamento da pandemia de Covid-19, a Rede Ebserh implementou o Comitê de Operações Especiais (COE) para definir estratégias e ações em nível nacional. Desde os primeiros anúncios sobre a Covid-19, a Rede Ebserh tem trabalhado em parceria direta com os ministérios da Saúde e da Educação, tendo como diretrizes o monitoramento da situação no país e em suas 40 unidades hospitalares.

Em algumas regiões, as unidades da Rede Ebserh têm atuado como hospitais de referência no enfrentamento à Covid-19, enquanto que em outras, atuam como retaguarda em atendimentos assistenciais para a população, por meio do Sistema Único de Saúde.



Fonte: Paraíba Notícia e Assessoria de Comunicação Social

Nenhum comentário