Header Ads

Em visita de rotina à UPA Dr. Maia, no Alto Branco, Romero constata queda no número de atendimentos e celebra redução no total de internações em Campina Grande


Prefeito destaca: dos 50 leitos disponíveis na UTI do Hospital Pedro I, só 21 estão ocupados. Já dos 90 de enfermaria, apenas 27 estavam comprometidos até a noite deste domingo 

O prefeito Romero Rodrigues realizou, na manhã desta segunda-feira, 29, mais uma visita à UPA Dr. Maia, no bairro do Alto Branco, onde acompanhou o atendimento às pessoas acometidas pela Covid-19. Na avaliação do prefeito, que fez transmissão pelas redes sociais, tem diminuído, nas duas últimas semanas, o número de casos da doença no município. Além disso, as pessoas que apresentam os sintomas iniciais da doença recebem o devido e imediato acompanhamento médico para o tratamento contra o novo coronavírius. 

As visitas do prefeito têm sido feitas semanalmente, sobretudo no primeiro dia útil da semana. “No dia de hoje, podemos constatar que temos metade das pessoas que aqui estavam na segunda da semana passada.
Assim, é visível que a doença regrediu em Campina Grande nos últimos 15 dias. Além disso, os pacientes que têm recorrido à UPA Dr. Maia já chegam com um quadro clínico melhor”, atestou Romero, feliz com a possibilidade de curva decrescente de casos na cidade. 

Ainda de acordo com o prefeito, no Hospital Municipal Pedro I e no Hospital de Campanha dos 50 leitos disponíveis na UTI apenas 21 encontram-se ocupados. Já dos 90 leitos de enfermaria, apenas 27 estavam ocupados até ontem à noite. 

Acesso ao coquetel

Romero Rodrigues lembrou: quem é diagnosticado com Covid-19 tem acesso às medicações recomendadas para a fase inicial da doença, a exemplo de hidroxicloroquina, mas os remédios só são entregues na UPA aos pacientes que aceitam consumi-los e desde que não haja nenhum tipo de incompatibilidade de saúde para o emprego destes medicamentos. 

Na live, o prefeito mostrou que várias tendas foram instaladas na UPA, que é a “porta de entrada” para o tratamento da covid-19, onde trabalham médicos e outros profissionais que atendem diariamente a população. São atendidas pessoas de Campina Grande e de mais de 69 municípios.

Nenhum comentário