Header Ads

Consórcio Nordeste é filial do modo PT de corrupção, com a fraude dos respiradores


O esquema fraudulento que envolve o chamado Consórcio Nordeste e a compra dos respiradores vindos da China, que nunca chegaram aos estados, tem o dedo de uma ex-ministro da ex-presidente Dilma Roussef, Carlos Gabas, o motoqueiro. Tivemos acesso a um documento com a assinatura do ex-ministro, solicitando aos governadores, o repasse do dinheiro para compra dos equipamentos.

Cada estado ficou responsável de repassar para uma conta em 12 horas, os valores referentes a quantidade de equipamentos solicitados, destaca publicação do jornalista Gustavo Negreiros.

Titulado como secretário-executivo, o ofício para a compra dos respiradores foi assinado por ele no dia 6 de abril. Para lembrar a todos, Gabas aparelhou os fundos de pensão quando ministro, para montar, segundo a CPI dos Fundos de Pensão, uma máquina de arrecadar dinheiro para o PT.

Na época, om o aparelhamento da Superintendência Nacional de Previdência Complementar com pessoas de sua estrita confiança, os principais fundos de pensão do País seriam geridos por ele e sua turma de esquerda, num esquema de bilhões de reais.

Ou seja, não existem dúvidas do esquema fraudulento que é esse tal consórcio Nordeste gerido pelo PT e o quanto a compra desses respiradores movimentou apenas caixa e dinheiro do povo para a corrupção com o superfaturamento na compra dos equipamentos, pelo valor de R$ 164.917,86 reais cada unidade.

Se utilizam de uma doença, de pessoas morrendo para superfaturar e desviar recursos públicos na maior cara limpa e depois fazem lobby, com operações mentirosas, prendendo pessoas e aparecendo na mídia.

Nenhum comentário