Header Ads

Com queda nas receitas, apenas 10% das prefeituras da Paraíba devem antecipar 13º em junho


Com os orçamentos apertados, por conta da queda na arrecadação de impostos e de repasses, apenas 10% das 223 prefeituras paraibanas conseguirão antecipar a primeira parcela do 13º salário este ano no fim deste mês. O levantamento foi feito junto aos gestores pela Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup).

A entidade acredita que, caso o caixa dos municípios volte a subir, 20% deles ainda tentará antecipar a primeira parcela para o fim de julho. Em anos anteriores o percentual de prefeituras que adiantava parte do pagamento para junho variava entre 30% e 35%.

Em João Pessoa, o prefeito Luciano Cartaxo (PV) conseguiu viabilizar a antecipação. Já em Campina Grande os servidores terão que esperar o fim do ano para ter acesso aos recursos do 13º.

No Estado o governador João Azevêdo (Cidadania) pagou para 49 mil aposentados e pensionistas a primeira parcela, mas a antecipação dos ativos ainda depende da melhoria na arrecadação estadual.

O presidente da Famup, George Coelho (Cidadania), que é prefeito da cidade de Sobrado, está na lista dos que não irão antecipar a primeira parcela este mês. Ele explica, no entanto, que historicamente o município paga o 13º integralmente no fim do ano. Em outros casos, porém, os servidores que antes recebiam o adiantamento terão que apertar o bolso. Não há outro jeito.


Jornaldaparaiba

Nenhum comentário