Header Ads

Bruno nega pressão, lembra filiação e responde sobre o que fez na pandemia


O ex-deputado estadual Bruno Cunha Lima (PSD), durante entrevista à Rádio Panorâmica FM nesta terça-feira (23) negou que esteja pressionando o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, para a escolha do candidato majoritário da situação.

“Se eu quisesse fazer algum tipo de pressão ao prefeito, faria pessoalmente e não através de uma live. Se você assistir o vídeo verá que o tom foi ameno, falando de projetos, pandemia e até temas controversos”, esclareceu.

Ele disse que apenas relembrou como se deu o seu ingresso no PSD, que aconteceu a convite do prefeito e do presidente nacional do partido, Gilberto Kassab.

Bruno falou que no momento eleição não é o tema prioritário para ser debatido. “O que a pessoas esperam é uma união para que a gente possa vencer os problemas causados pela pandemia”, disse.

Ao ser questionado sobre suas ações durante o período de pandemia, Bruno invocou uma passagem bíblica, do livro de Mateus, para dizer que de forma anônima promoveu vários eventos online que arrecadaram alimentos para os necessitados.

“Não fiz proselitismo político. Não me aproveito do momento de desgraça de alguém para querer aparecer politicamente. Definitivamente esse não é meu estilo […] realizamos três lives para arrecadar alimentos, sem aparecer”, falou.



blogdomaxsilva

Nenhum comentário