Header Ads

Por questões de saúde, Coriolano não vai para a cadeia, mas fica com tornozeleira

A Procuradoria Geral da República pediu ao STJ – Superior Tribunal de Justiça – a volta de Coriolano Coutinho à cadeia, mas a Sexta Turma da Corte negou. Talvez, por entender que em tempos de pandemia não é momento, até para preservar a vida do “paciente”.

A decisão foi por unanimidade, se levado em considerado o momento que se vive coerente. Porém, o STJ só não livra o irmão do ex-governador Ricardo Coutinho da tornozeleira eletrônica. Eles vivem atualmente monitorados 24h pela justiça.

É assim que estão passando os investigados pela Operação Calvário, acusados de desviar mais de R$ 134 milhões da saúde da Paraíba, recursos que estão fazendo falta nos dias de hoje. Ricardo, o ex-governador, é apontado “comandante máximo” da ORCRIM.




pagina1pb

Nenhum comentário