Header Ads

Mais de 2,3 milhões pediram seguro-desemprego no Brasil em 2020

O Ministério da Economia anunciou nesta segunda-feira (11) que foram contabilizados 2.337.081 pedidos de seguro-desemprego nos primeiros quatro meses de 2020, período de avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil. O número é 1,3% superior ao registrado no mesmo período do ano passado.

Entre os pedidos, mais de 60% (1.418.393) foram feitas presencialmente. Os demais pedidos foram efetivados pela internet. Entre janeiro e abril de 2019, apenas 1,6% dos requerimentos foi apresentado online.

Na análise apenas dos dados de abril, o volume de 748.484 petições é 22,1% superior na comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com a pasta, os maiores volumes de pedidos de seguro-desemprego ocorreram nos Estados São Paulo (217.247), Minas Gerais (85.990) e Rio de Janeiro (58.945).

A pasta aponta ainda que a maioria dos requerentes do seguro-desemprego é formada por homens (57,1%). A faixa etária com maior número de solicitantes é de 30 a 39 anos (33,1%) e, quanto à escolaridade, 62,4% têm ensino médio completo.

Em relação aos setores econômicos, serviços representou 41,6% das solicitações, seguido por comércio (27,7%), indústria (19,9%) e agropecuária (3,7%).

Nenhum comentário