Header Ads

Governo ainda não divulgou calendário de pagamento da 2ª parcela do auxílio


Os trabalhadores que têm direito ao auxílio emergencial de R$ 600 ainda não sabem quando vão receber a segunda parcela do benefício. Inicialmente, o governo havia dito que o pagamento da segunda parcela começaria em 27 de abril. Depois, prometeu antecipar o pagamento, mas voltou atrás sobre a antecipação. Até agora, porém, o pagamento ainda não aconteceu, e o novo calendário ainda não foi divulgado.

A Caixa informou que “está preparada para efetuar o crédito da segunda parcela do auxílio emergencial do Governo Federal e aguarda a definição de um novo calendário por parte do Ministério da Cidadania”. O Ministério da Cidadania não respondeu ao questionamento do UOL.

Mudanças de datas

O auxílio emergencial foi anunciado pelo governo em 7 de abril. Na data, o governo informou que o pagamento da segunda parcela aconteceria entre os dias 27 e 30 de abril, de acordo com o mês de nascimento do beneficiário. Aniversariantes de janeiro, fevereiro e março seriam os primeiros a receber.

Em 20 de abril, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, chegou a afirmar em entrevista a jornalistas que o pagamento da segunda parcela do auxílio seria antecipado do dia 27 para 23 de abril.

Dias depois, o presidente Jair Bolsonaro disse que o anúncio da antecipação foi sem seu consentimento, e que primeiro deveria ser paga a primeira parcela para todos.

O Ministério da Cidadania também chegou a informar que o governo não conseguiria fazer a antecipação por “fatores legais e orçamentários”. Na ocasião, a pasta disse que terminaria de pagar a primeira parcela do auxílio e anunciaria o calendário de pagamento da segunda parcela após o Ministério da Economia liberar valores extras no Orçamento. Os valores foram liberados por meio de medida provisória, mas o calendário não saiu.

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, chegou a dizer que o governo iria definir o calendário na última semana de abril, porém, as datas não foram divulgadas. Na última quinta-feira (7), o ministro disse que o anúncio do cronograma seria na sexta-feira (8), o que também não ocorreu. Lorenzoni prometeu o pagamento para esta semana.

Nenhum comentário