Header Ads

Fábrica em CG toma medidas para conter a proliferação do Covid-19

A Alpargatas em Campina Grande, tem mais de 8 mil funcionários e nos últimos dias tem sido a preocupação de prefeitos de vários municípios da região metropolitana, isso porque a grande quantidade de infectados que procuram os hospitais privados de Campina Grande são de funcionários da empresa, mesmo seguindo todos os protocolos emitidos pelas autoridades as informações são de que alguns municípios tem identificado casos de funcionários infectados.

Preocupados prefeitos de vários municípios estão tomando medidas isoladas para acompanhar e monitorar os funcionários da empresa.

Com uma importância econômica essencial para a região, a Alpargatas tem um papel fundamental não só para Campina Grande, mas para muitos municípios que compõem a região metropolitana e qualquer espirro se transforma em pneumonia.

A empresa, segundo as autoridades que fiscalizam os procedimentos, tem tomado as medidas cabíveis para o funcionamento, e tem seguido protocolos orientados pelo governo. A Fábrica orienta os funcionários que apresentam sintomas, ao teste do covid, já que o plano de saúde Unimed deles inclui testes de detecção do Covid-19.

De acordo com a direção da empresa algumas medidas foram tomadas:

1° o quadro de funcionários foi diminuído,
2° não esta passando o crachá pois era um local de aglomeração,
3° foram instaladas pias com sabonetes por toda fábrica onde você andar encontra pias,

4º Em 100% dos postos de trabalho foram colocadas kits de higienização, com álcool em gel pano e cloro,

5º Aonde se tinha locais em que os funcionários ficam mais próximos foram instaladas as barreiras em acrílico,

6º 100% dos funcionários receberam máscaras

Com relação as rotas dos ônibus que pegam os funcionários a empresa informou que foram as primeiras medidas tomadas. Diminuiu-se os funcionários transportados, nas cadeiras não podem sentar duas pessoas e nas rotas que não podiam ter tais medidas aumentou-se o número de rotas, todos os ônibus passam por higienização.

Além dessas medidas a empresa separou as entradas da fabrica, os funcionários estão entrando tanto pela frente da fábrica, quanto pelo portão de trás

A fábrica também adotou a medição de temperatura dos funcionários na entrada da empresa — para tentar localizar um possível novo foco da doença.

Nenhum comentário