Header Ads

Deputado visita hospital de campanha e diz que não há superlotação como anunciado pelo governo




Usando das prerrogativas de deputado estadual previstas na Constituição, o deputado Cabo Gilberto Silva (PSL) visitou no último domingo (3) a estrutura do hospital de campanha montada pelo Governo do Estado no Hospital Metropolitano de Santa Rita, para atender vítimas do novo coronavírus, na Paraíba.

A visita do parlamentar ocorreu em decorrência de denúncias de populares e servidores da própria Saúde estadual, que informaram ao contrário do que é noticiado pela mídia institucional do Governo do Estado, o hospital de campanha para vítimas do covid-19 não encontra-se lotado. “Visitei o hospital Metropolitano da Grande João Pessoa, após receber inúmeras denúncias de que a unidade de saúde solidária instalada pelo governo do Estado da Paraíba não estava super lotada com casos de COVID-19 como o governo do Estado e seus auxiliares dizem todos os dias à sociedade paraibana ocasionando pânico”, postou Cabo Gilberto nas redes sociais. “A saúde pública da Paraíba está um caos, mas não por conta do coronavírus, mas sim pelo desvio jamais visto em nossa história, descoberto através da Operação Calvário”, afirmou.

Ainda na publicação, o deputado estadual alertou a população para não se deixar ser manipulada pela mídia institucional. “Faço um apelo à população, não deixem ser manipulados pela secretaria de comunicação girassol, que em plena pandemia aumentou quase R$ 8 milhões de reais para atacar a oposição ao governo. Uma mentira dita várias vezes se torna verdade”, alertou.

Após visitar a unidade de Saúde e trazer à tona a realidade dos leitos no hospital de campanha, Cabo Gilberto Silva passou a ser alvo de ataques de veículos ligados ao Governo do Estado. “Espero que todos os meios de comunicação governista tenham imparcialidade e coloquem minha versão como resposta aos ataques que sofri nas últimas 24 horas. Cabe ao parlamentar estadual fiscalizar os atos do executivo, não irei abrir mão dessa prerrogativa”, disse. “A segurança não permitiu minha entrada, porém informei que não estava pedindo para entrar, mas sim informando que iria entrar e fiscalizar como está sendo empregado o dinheiro público. Entrei em vários setores e observei o hospital vazio, limpo, higienizado, como as fotos comprovam”, atestou o deputado.

Cabo Gilberto Silva disse que não se intimidará com ataques orquestrados pelo Governo do Estado e que continuará a fiscalizar, sempre que receber denúncias, cumprindo com papel de deputado estadual eleito por 23.273 paraibanos. “Fiz a fiscalização usando máscara e álcool em gel, respeitamos todas as autoridades, mas também exigimos respeito!”, exclamou.


RádioBlog


Nenhum comentário