Header Ads

Presidente e vice presidente da Associação dos Construtores de CG destacam medidas importantes da CEF para o setor imobiliário

Presidente e vice presidente da
Associação dos Construtores de CG,
Wilson Dubu e Emerson Cabral do GS

Apesar da crise econômica decorrente da pandemia do novo coronavírus no país, os investimentos no setor da construção civil não deixaram de receber estímulo por parte da Caixa Econômica Federal, segundo informações do presidente e vice-presidente da Associação dos Construtores de Campina Grande, Wilson Dubu e Emerson Cabral do GS, respectivamente.

Wilson Dubu explicou que a Caixa Econômica injetou mais de 40 bilhões de reais em medidas que visam estimular investimentos no seguimento. “As ações beneficiarão milhões de famílias em todo o país, sendo distribuídas tanto para pessoas físicas e como para empresas.

Dentre as medidas, Emerson Cabral do GS ressaltou, o que na sua opinião, é uma das mais importantes, a carência de 180 dias para o financiamento de imóveis novos, no Programa Minha Casa, Minha Vida. “Essa medida alcança os construtores e também os interessados em adquirir uma nova moradia”, ponderou.

Para Wilson Dubu e Emerson Cabral do GS, as medidas de estímulos elaboradas pela Caixa Econômica Federal, durante esse período de pandemia, mantêm o mercado imobiliário a aquecido. “As medidas são importantes e estão nos ajudando a manter o setor habitacional em pleno funcionamento. Elas têm permitido que tanto as construtoras pequenas, como as médias e as grandes continuem trabalhando", pontuou Wilson Dubu.

Ainda em setembro de 2019, durante Congresso realizado em Brasília, com a Câmara Brasileira da Indústria e Construção (CBIC) e demais associações do ramo da construção civil do país, o vice-presidente da Associação dos Construtores de Campina Grande, Emerson Cabral do GS, na oportunidade, aproveitou para conversar com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, que garantiu apoio o seguimento. 


Vice presidente da Associação de
Construtores de CG, Emerson Cabral do GS
ao lado do presidente da CEF, Pedro Guimarães
“Trata-se de um gestor comprometido com o setor habitacional e tudo que conversamos sobre investimentos nesta área, ele vem realizando, inclusive agora, com essas novas medidas, diante da crise econômica que estamos atravessando, por conta do coronavírus”, avaliou Emerson Cabral do GS.

Nenhum comentário