Header Ads

Itália inicia reabertura de parte dos negócios nesta semana

A Itália, primeiro país europeu a ser duramente atingido pelo novo coronavírus, permitirá que alguns negócios reabram ainda nesta semana, e cogita a reabertura dos setores de fabricação e construção a partir de 4 de maio, disse o primeiro-ministro Giuseppe Conte.

O país alcançou o número mais baixo de mortes pela covid-19 em seis semanas, ao registrar 260 novas vítimas nas últimas 24 horas e totalizando até o momento 26.644 óbitos, de acordo com informações divulgadas neste domingo (26) pelas autoridades locais.

A Itália está sendo observado de perto em todo o mundo enquanto toma as primeiras medidas para traçar um caminho para sair de um isolamento rigoroso que impôs no início de março.

Conte forneceu o esboço mais detalhado dos planos para reabrir a economia em entrevista publicada neste domingo, antes do anúncio sobre o roteiro do governo para sair do isolamento que será divulgado no início desta semana, segundo ele.

O primeiro-ministro italiano descreveu um processo em fases que permitirá retomar grande parte da produção no início de maio, embora empresas frequentadas pelo público em geral, como bares e restaurantes, precisem esperar um pouco mais. As escolas permanecerão fechadas até setembro.

"Estamos trabalhando nessas horas para permitir a reabertura de boa parte dos negócios, da manufatura à construção, em 4 de maio", disse ao jornal La Repubblica.

Alguns setores considerados "estratégicos", incluindo atividades majoritariamente orientadas para a exportação, poderão reabrir esta semana, desde que recebam liberação de prefeitos.

As empresas exportadoras precisam retomar a atividade mais cedo para reduzir o risco de serem cortadas da cadeia de produção e perder negócios, de acordo com o premiê.

"Não podemos prolongar mais esse isolamento. Correríamos o risco de minar seriamente a estrutura socioeconômica do país", disse Conte.

Ele reiterou que qualquer reinício terá que ser gradual, e as empresas terão que introduzir rigorosas medidas de segurança sanitária antes de abrir suas portas.

O isolamento colocou uma pressão sobre a terceira maior economia da zona do euro e os líderes empresariais italianos pediram que as restrições fossem atenuadas para evitar uma catástrofe econômica.

Dados atuais




O número total de casos do novo coronavírus desde o início da emergência no país, em 21 de fevereiro, é de 197.675, tendo um aumento de 2.324 em relação a sábado (25).

Nas últimas horas os novos casos positivos aumentaram em 256 e, destes, 78% deles estão em casa sem sintomas ou com sintomas leves.



R7

Nenhum comentário