Header Ads

Hora H: Bia Kicis ‘aplaude’ demissão de Mandetta; Freixo vê ‘absurdo’


A demissão do agora ex-ministro da Saúde,  Henrique Mandetta, oficializada nesta quinta-feira (16) pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), repercutiu entre as bancadas de oposição e base governista na Câmara Federal.
Em entrevista ao programa Hora H, apresentado pelos jornalistas Heron Cid e Wallison Bezerra através da Rede Mais, entrevistou, a deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) justificou a decisão do presidente.
“Muita gente estava esperando essa decisão, porque a gente sabia que era importante que algo fosse feito. Principalmente depois das entrevistas do ministro Mandetta, seja no Fantástico ou em coletiva. Ficou insustentável a permanência dele”, disse.


Já o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) condenou a decisão do presidente em exonerar Mandetta.
“É um absurdo o país ter que se deparar com esse tipo de notícia. A gente tem pelo segundo dia consecutivo 200 mortes por dia. Uma crise que se torna aguda. Nesse momento, o presidente da República tem a responsabilidade de colocar mais dinheiro nos estados, de aumentar os leitos, de fazer com que o número de aparelhos de respiradores chegue a todo mundo. Ele toma a decisão de afastar toda cúpula do Ministério da Saúde, isso é inaceitável. Bolsonaro será responsável pelas mortes nesse país”, pontuou.
Acompanhe na íntegra:



MaisPB

Nenhum comentário