Header Ads

Empresa paraibana desenvolve aplicativo que monitora pessoas com a Covid-19



Novetech tem apoio do Sebrae Paraíba. Ferramenta é recomendada pelo Comitê Científico do Consórcio Nordeste.

Uma ferramenta que permite classificar automaticamente o grau de risco das pessoas em isolamento domiciliar, além de monitorar em tempo real as condições clínicas dos pacientes que estão em casa. Estas são algumas das funcionalidades do aplicativo Monitora Covid-19, desenvolvido pela empresa paraibana Novetech, apoiada pelo Sebrae Paraíba, e que está em funcionamento na Bahia e no Piauí. Os estados da Paraíba, Sergipe e Maranhão já assinaram o termo de cooperação para uso da ferramenta, mas o lançamento ainda será realizado pelos governadores.

Dentre as principais funcionalidades do aplicativo também estão monitoramento georreferenciado (ou seja, por região) das condições das pessoas e ser um canal de comunicação permanente entre os profissionais de saúde e as pessoas em sofrimento clínico e/ou psíquico. De acordo com o diretor comercial da Novetech, Antônio Carlos da Silva, ao acessar o aplicativo, disponível gratuitamente na Playstore ou através do link https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.novetech.monitoracorona, a pessoa efetua um cadastro, preenche com informações pessoais e responde a um questionário relacionado a condições de saúde, informando se possui doenças como diabetes, hipertensão, entre outras.

A recomendação é que, assim que o aplicativo for disponibilizado no Estado, todos que estiverem em isolamento respondam ao questionário diariamente, mesmo que não estejam apresentando sintomas associados ao coronavírus. “Independentemente da condição de saúde, é importante que todos respondam às questões diariamente ou à medida em que sentirem algum sintoma gripal para que se possa identificar o bairro ou região que tenham pessoas com mais sintomas”, explicou o diretor comercial.

Ainda em relação ao funcionamento, ele explicou que as informações são repassadas a uma plataforma que produz um mapa de calor dos sintomas, permitindo saber onde, dentro de uma cidade ou estado, estão acontecendo mais surtos de sintomas gripais, sendo mais propensos a apresentarem casos da Covid-19. “É importante ter estratégias nesse sentido para testar onde realmente há necessidade, já que não dispomos de testes em massa. Além disso, os profissionais de saúde, dependendo do grau de risco da pessoa, entram em contato imediatamente para fornecer orientações ou informar a necessidade de ida a um serviço de saúde”, frisou Antônio Carlos da Silva.

A ideia do aplicativo, que também traz dicas para o combate ao coronavírus, bem como informações acerca de serviços de saúde mais próximos da região onde está o respondente, surgiu quando começou a repatriação dos brasileiros que estavam em Wuhan, local onde surgiram os primeiros casos da doença.

A empresa – A Novetech surgiu em 2003 e, atualmente, foca a sua atuação no desenvolvimento de soluções informatizadas para a área de saúde pública e estações de trabalho. Com o Sebrae Paraíba, a empresa participou de diversas consultorias e capacitações, relacionadas a estratégias de marketing, soluções para exportação e planejamento estratégico, por exemplo. De acordo com a analista técnica do Sebrae Paraíba, Dany Raposo, empresas que atuam no ramo digital têm, neste momento de pandemia do coronavírus, uma grande oportunidade de captação de clientes e criação de soluções.

“Muitos clientes e potenciais clientes enxergaram, agora, a necessidade de entrar no mundo digital e de uso de tecnologia. Além disso, quem já atua com soluções deste tipo, está habituado ao mundo digital porque possui estrutura enxuta de atendimento remoto e suporte online”, destacou a analista.

Em boletim emitido no último dia 16, o Comitê Científico do Consórcio Nordeste aprovou a garantia, em todos os estados da região, da implantação imediata do aplicativo Monitora Covid-19, assim como a realização de ampla campanha de comunicação para o envolvimento da população. “Este aplicativo nos dará melhores condições para atendimento remoto, ampliação das possibilidades de diagnóstico precoce, isolamento dos casos confirmados e monitoramento da cartografia do contágio”, disse o documento.

O comitê, coordenado pelo neurocientista Miguel Nicolelis e pelo físico Sérgio Rezende, foi criado pelo Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste (Consórcio Nordeste) para dar suporte às tomadas de decisões dos gestores estaduais em relação à pandemia do coronavírus (Covid-19). O grupo ainda conta com a participação de mais de 700 membros e 50 instituições.

Nenhum comentário