Header Ads

Mais de R$ 134 milhões desviados da saúde dos paraibanos dariam para comprar 1.600 respiradores


A Paraíba sofreu um duro golpe quando o Gaego (leia-se Ministério Público) e Polícia Federal desbarataram um organização criminosa, instalada no governo girasolaico de Ricardo Coutinho, responsável pelo desvio de R$ 134 milhões da saúde dos paraibanos.
Pois bem. Esse montante daria para comprar mais de 1.600 respiradores, que seriam suficientes para montar os hospitais de Traumatologia e Ortopedia da Paraíba, antigo HTOP, em Tambiá e o 13 de Maio, localizado no bairro do mesmo nomes.
Os hospitais conseguidos pela Prefeitura de João Pessoa, e anunciados como retaguarda para enfrentar a pandemia do coronavírus, anunciado pelo prefeito Luciano Cartaxo, ontem, poderão não funcionar 100%. “Leito não vai ser problema; problema é encontrar respirador”, disse a secretária Daniella Ribeiro (Planejamento), que está na linha de frente do trabalho municipal no combate ao Codiv-19.
Ou seja, o governo do ex-presidiário teve oito anos para equipar os hospitais de João Pessoa com respirador, mas preferiu desviar para outra finalidade R$ 134 milhões, cuja investigação do Gaeco/Polícia Federal sinaliza que foram distribuídos em propina.
O blog apurou que um respirador custava R$ 52 mil antes da pandemia, e hoje sai por R$ 80 mil. Pior: não existe o equipamento no mercado.


marconeferreira

Nenhum comentário