Header Ads

Acusado de desviar dinheiro da saúde, Ricardo Coutinho não se emenda e quer pagar de bonzinho


O ex-governador Ricardo Coutinho, não se emenda mesmo, após ter sido criticado por conta de uma live que fez para falar sobre o coronavírus, onde internautas e lideranças políticas acabaram declarando que ele, por ter sido preso justamente por conta de desvios na Saúde que poderiam estar sendo cruciais neste momento na Paraíba, não teria ‘moral’ para comentar, decidiu falar novamente com os internautas desta vez criticando a postura do presidente Jair Bolsonaro em seu último pronunciamento em cadeia nacional.
Na noite dessa quarta-feira, 25, Ricardo disse que o discurso de Bolsonaro não é apenas de uma pessoa que pouco sabe sobre o coronavírus e sim de um gestor que está seguindo um roteiro para declarar estado de sítio.
“Não é apenas a situação de alguém que não entenda, existe um roteiro sendo cumprido, ele não está simplesmente dizendo pras pessoas que vão trabalha porque esta preocupado coma economia. Eu tenho claro que o que o presidente quer é uma comoção e explosão social no intuito de se chegar numa condição de se decretar um estado de sítio.
É preciso que se perceba isso, estamos vendo claramente a constituição de uma narrativa que possa se chegar a um limite” declarou.
Ricardo ainda disse que esperava que no pronunciamento Bolsonaro pudesse anunciar medidas de proteção às populações mais vulneráveis.
“Eu fiquei curioso porque achava que o atual presidente iria anunciar medidas que protegesse socialmente as populações mais vulneráveis. Quem faz um pronunciamento enquanto presidente da República, desdenhando de uma pandemia, deixa as pessoas entregues ao seu próprio destino. Foi esse o recado do atual presidente. Atacando veículos de comunicação, semeia dúvidas nas pessoas contra a Ciência e coloca a Economia contra a Saúde e a Ciência isso é de uma gravidade enorme” destacou.


blogger

Nenhum comentário