Header Ads

STJ abre inquérito contra João Azevedo no âmbito da Operação Calvário, revela Veja


Um inquérito contra o governador João Azevedo, no âmbito da Operação Calvário, está em tramitação no Superior Tribunal de Justiça, o STJ. Em publicação desta semana, a revista Veja, revela que o governador é suspeito de dar continuidade aos crimes investigados pela Operação Calvário e que teriam sido comandados pelo ex-governador do Estado, Ricardo Coutinho (PSB). O caso corre em segredo de Justiça.
Em trecho da delação premiada, a ex-secretária de Estado, Livânia Farias, afirma que propinas pagas pela Cruz Vermelha do Brasil ajudaram a custear despesas de João Azevêdo a partir de abril de 2018, período em que ele se afastou da Secretaria de Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente para concorrer às eleições estaduais.
O governador negou todas as acusações. “Jamais recebi recursos de quem quer que seja para fazer uso pessoal. A campanha foi bancada com recursos do partido e eu jamais autorizei que alguém recebesse recursos ilegais para bancar essas despesas. A campanha foi limpa”, disse João.

tanaarea

Nenhum comentário