Header Ads

Operação flagra ‘gatos de energia’ em 17 estabelecimentos em JP


Desde o início da manhã desta terça-feira (11), a Polícia Civil, Instituto de Polícia Científica (IPC) e Energisa realizam uma operação de combate ao furto de energia no Centro de João Pessoa. Até o momento, já foram realizadas 206 inspeções e detectadas irregularidades em 17 estabelecimentos comerciais com ligações clandestinas. Os proprietários foram autuados em flagrante por furto de energia.
Estima-se que a perda mensal de energia na Grande João Pessoa, devido a irregularidades como furto de energia e ligação clandestina, é de aproximadamente 11 GWh, energia suficiente para abastecer a toda a cidade de Guarabira por um período de quatro meses, por exemplo.
“O furto de energia ocasiona prejuízos não só para a concessionária, mas principalmente ao consumidor que está em dia com o pagamento de suas contas, pois parte do prejuízo suportado é repassado aos seus consumidores, conforme indicado pelo órgão regulador, a Aneel”, destaca Felipe Costa, gerente de combate a perdas de energia.
Furto de energia é crime, previsto no Código Penal, com pena de até cinco anos de reclusão e multa. Devido aos ‘gatos’ e ligações clandestinas, o Governo do Estado deixa de arrecadar, apenas na Grande João Pessoa, cerca de R$ 2,3 milhões por ano. Além do prejuízo econômico, o furto de energia gera risco à segurança da população, podendo provocar curto circuitos e incêndios.
Denunciar o crime é simples e sigiloso. O procedimento pode ser feito pelos seguintes canais:
  • Call center da Energisa – 0800 083 0196
  • Site energisa.com.br
  • Redes sociais (Twitter e Facebook) da Energisa
  • Agência de atendimento
  • Aplicativo Energisa On
  • WhatsApp – (83) 99135-5540

Nenhum comentário