Header Ads

Gilmar manda soltar acusado de ser laranja de Ricardo Coutinho



O site O Antagonista publicou na tarde de hoje (13):
Gilmar Mendes mandou soltar Breno Dornelles Pahim Neto, suspeito de ser um dos laranjas do ex-governador Ricardo Coutinho no esquema de corrupção da Paraíba investigado na Operação Calvário.
Acusado de organização criminosa pelo Ministério Público, ele foi preso em novembro. O ministro revogou a prisão preventiva e determinou que ele se apresente regularmente à Justiça e não saia da comarca de João Pessoa.
Em 2016, juntamente com a mãe, Denise Krummenauer — cunhada de Raquel Coutinho, irmã do ex-governador –, Breno abriu uma empresa de fachada com capital inicial de R$ 1,5 milhão.
“Breno Dornelles Pahim Neto seria figura relevante do núcleo financeiro operacional da organização criminosa investigada, possuindo estreita relação de parceria com a família Coutinho, da qual seria pessoa interposta para ocultação de bens que teriam sido obtidos pelo clã de forma, em tese, obscura”, descreve o Ministério Público da Paraíba.

Nenhum comentário