Header Ads

Cartaxo garante que seu grupo terá candidato único à prefeitura

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), assegurou que o esquema político que representa a gestão municipal terá apenas um candidato à sua sucessão nas eleições de outubro. Com a declaração, ele desfez as especulações de que o grupo que lidera, distribuído por outros partidos, poderia se pulverizar com várias candidaturas no próximo pleito e ao mesmo tempo sinalizou que possíveis candidaturas de “aliados” serão encaradas como oposicionistas. O prefeito defendeu, ainda, o diálogo, como essencial para manter a coesão do esquema e advertiu que o fracionamento não é o caminho ideal para se encarar um processo eleitoral.
Luciano Cartaxo voltou a silenciar sobre opções em pauta para a disputa eleitoral vindoura e preferiu informar que as conversas com os partidos e com líderes políticos aliados estão avançando significativamente. Ele compareceu, ontem, à abertura do ano legislativo na Câmara da Capital e manifestou a crença de que os vereadores estarão juntos no projeto para fazer a cidade melhorar cada vez mais. Foi enfático: “O governo municipal que se apresenta com uma gestão focada em obras e investimentos será um modelo que vai ter um representante nas eleições. O candidato a ser lançado terá condições de dialogar com todos mas também capacidade de mostrar o que foi feito, o que está sendo feito e o que será feito no futuro”.
– Eu estou falando em deixar a cidade com investimento muito importante para os próximos cinco anos. A ideia é que a gente possa unificar essa candidatura e que a gestão tenha um candidato de consenso capaz de representar o modelo de gestão que está sendo implementado – asseverou Luciano. Ele confirmou que a reforma administrativa no âmbito da prefeitura deverá ser feita após o Carnaval, tendo em vista que alguns secretários e auxiliares devem disputar mandatos nas próximas eleições. De acordo com o alcaide, o processo de mudança se dará de forma tranquila, “com muito entendimento”, mas ele não sabe qual será o tamanho da reforma. “Poderemos ter uma reforma pontual, como também poderemos ter uma reforma mais ampla. Vai depender do diálogo que vamos ter, das pastas-chaves que temos e de quantos auxiliares estejam interessados na disputa eleitoral”, finalizou o gestor.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de João Pessoa, João Corujinha, do DC, prometeu que a Casa de Napoleão Laureano vai zelar pelo cumprimento rigoroso da legislação eleitoral durante a campanha que será oficializada para as próximas eleições. O dirigente frisou, inclusive, que a Câmara cogita lançamento de uma cartilha contendo as normas que deverão ser seguidas pelos vereadores para evitar excessos, priorizando o enfoque no interesse público e não nos embates político-partidários. Igualmente deverá ser realizado um ciclo de palestras para servidores e vereadores sobre o ano eleitoral. O presidente João Corujinha seguirá o modelo que foi anunciado na Assembleia Legislativa pelo presidente Adriano Galdino (PSB), que juntamente com a Mesa Diretora vai atuar para coibir possíveis infrações eleitorais.


osguedes

Nenhum comentário