Header Ads

BASTIDORES: Adriano Galdino condiciona filiação ao Cidadania à presidência



Após todos os imbróglios envolvendo os escândalos da Operação Calvário, em sua sétima fase, Juízo Final, diversos prefeitos paraibanos debandaram do Partido Socialista Brasileiro (PSB) e muitos ainda não se filiaram a outro partido, provavelmente na expectativa de uma decisão por parte do governador, João Azevedo que, na última sexta-feira (31), decidiu ingressar no Cidadania. 

Talvez agora, os indecisos sigam a mesma trilha, mas um deles já condicionou seu ingresso à presidência do partido no estado, o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino. E esse é o assunto mais comentado nos bastidores da política paraibana que a cada dia ferve em brasa

Sem sombra de dúvidas, as últimas declarações do presidente da ALPB, não deixa dúvidas que sua condição para se filiar a um partido é comandar a legenda no estado e ter um partido para chamar de seu. 

Evidentemente, Adriano Galdino galgou os seus espaços na política com muita maestria e chegou ao atual patamar, após muito trabalho. Se mostrou um craque na articulação política. 

No entanto, apesar de ter chegado onde chegou, deveria lembrar que não foi a custo de sempre mandar ou liderar algo. Neste caso em específico, Adriano Galdino comete um erro crasso, talvez tenha deixado o poder subir à cabeça e esse péssimo exemplo, todos já sabemos as consequências, basta vislumbrar o calvário de Ricardo Coutinho.

Assim como na vida, na política o que se percebe, através da experiência e da análise das relações humanas, é a valorização de qualidades pessoais, como, visão, criatividade, dedicação, confiança e humildade. E as pessoas que são detentoras de tais características, têm maior probabilidade de se tornarem líderes ou liderados de sucesso.

Quem diz fazer parte de um grupo político, não pode esquecer o básico: “Quem lidera, precisa aceitar ser liderado também”.  Só assim, ele se mostrará líder de verdade.

E não custa lembrar: "Quem vai com muita sede ao pote, acaba queimando largada"

Nenhum comentário