Header Ads

Urgente: Vaza conversa de Whatsapp entre prefeito de Cabedelo e ex-secretario de saúde


Depois do golpe político sofrido pela cidade mais “cobiçada” da Paraíba e que mudou o quadro de plantão nos Poderes Legislativo e Executivo, qualquer “novidade” que não seja a prisão de Lucas Santino (réu confesso de desvio de cerca de 08 milhões da Câmara) e atualmente como pipocam denúncias de que supostamente tem o “controle” dos dois Poderes, nada será realmente novo.
Mas, vazam conversas, áudios e vídeos em redes sociais e numa dessas entre André Lima e o prefeito Vitor Hugo, nas entrelinhas podemos ver: ameaças, eufemismos e uma “gestão” marcada por inimagináveis manobras, na cara da Polícia Federal e Ministério Público que continuam investigando no âmbito da operação Xeque Mate.
Um dos trechos de uma conversa vazada, o prefeito diz para André Lima (ex-secretário de saúde da cidade). Vou ajudar você a realizar o sonho de ser vereador, André! Agora, você tão bom, tão honrado…querer isso para sua vida, num momento de podridão mostrada na Paraíba, eu jamais seria político. Nota: Vitor Hugo mesmo indiciado na operação Xeque Mate como suposto integrante de ORCRIM, é candidato à reeleição como prefeito.
É preciso lembrar que o relatório da Polícia Federal pediu a denúncia do Ministério Público à Justiça com relação aos indiciados, mas até hoje o MP por algum motivo não fez a denúncia, embora haja delação firmada dizendo que Vitor Hugo foi recebedor de propinas, segundo o ex-prefeito Leto Viana e o vereador Lúcio José deixou claro em juízo, que o então vereador ganhou vários cargos para fazer parte da base de sustentação do seu antecessor.
Vitor Hugo na conversa vazada continua: Se Lígia (Ligia Feliciano, vice Governadora do Estado) assumir, não vai mudar nada em Cabedelo, André! Acho que você não será burro de ser oposição a mim, quem foi, se enterrou…sentencia Vitor Hugo ao então secretário André Lima.
André justifica que não tem nem como conversar com o “chefe”, pois há muita interferência! Eu não interfiro no hospital(Hospital Padre Alfredo) como você pediu, prefeito! Eu sou perseguido e ameaçado continua André…Evilásio (vereador Evilásio Cavalcanti, autor da emenda a Lei Orgânica Municipal que “proíbe” o prefeito ser preso pela PF ou virar réu no cargo de prefeito pelos supostos crimes em que ele foi indiciado), José Pereira e Valdir Tartaruga me ameaçaram na secretaria, desabafa André.
Vaza conversa de Whatsapp.
Eu estou com o rosto marcado, pois, bati o carro, minha esposa não quer que eu seja candidato…acho que não serei, diz André em outro trecho. Eis um resumo da conversa que nos chegou as mãos. E preocupa a situação de André Lima porque a revelação de “ameaças”, é grave e deve ser investigada o porquê de vereadores ameaçarem um secretário municipal. Nota-se que André tem “receio” de algo mais grave apesar de o prefeito dizer que “gosta dele”, “que ele é seu médico”.
Fica difícil crer que criando mais cargos como denunciou a vereadora Geusa Ribeiro, gravando vídeos acusando suposta oposição de vandalismo e recentemente a própria Primeira Dama tirando “sarro” com dois “desempregados” num vídeo e fazendo graça insinuando que “não adianta ir a Polícia Federal ou Gaeco…bláblablá…bláblablá…”, Cabedelo ganhe alguma coisa com isso.
Mas, sim! O Gaeco e a Polícia Federal deve encerrar um ciclo que continua em plena atividade e a Justiça decidir de vez, quem é inocente ou culpado! O que não pode é vereador suplente denunciado na operação que desencadeou um “inferno” para os cabedelenses, julgando outros que supostamente cometeram os mesmos crimes! O que não pode é um exército de parasitas ocuparem espaços no serviço público porque tiveram indicações de “poderosos”(denúncias conhecidas dos Promotores do Gaeco).
Não pode, por exemplo, 29 “vereadores” receberem salário sem nada fazer pela cidade à não ser serem subservientes ao prefeito de plantão que governa desde o início por liminares, depois por uma eleição contestada no âmbito eleitoral e que chegou ao TSE por suposta irregularidade no DRAP do PSB do seu vice. Sem “resolução do mérito” ou com decisão no mérito o povo não quer pagar 15 ouvidores para nada. Só na Câmara são 44 “bocas” sustentadas com dinheiro publico. 29 vereadores e 15 “ouvidores”.
Tivemos informações que finalmente um contingente veio de Brasília e investiga silenciosamente (já com informações e provas) para identificar porque recursos federais foram supostamente desviados, sentenças são proteladas e processos não andam.
Esperamos que em breve tempo, que Cabedelo não veja somente o seu por do Sol, mas o seu “nascer” para um dia que os bravos Promotores do Gaeco e os Policiais Federais, derrubem o tabuleiro da corrupção de vez da cidade e seu povo, grite: We’re all free. Yes! We can.
Vaza conversa de Whatsapp, veja abaixo.

Politica Paraibana

Nenhum comentário