Header Ads

Desfecho de reunião entre João Azevedo e entidades da segurança pode resultar em greve geral das policias civil e militar na Paraíba


O governador João Azevedo, que recebe as entidades e associações representativas das policias civil e militar, nesta quarta-feira (29), terá que ser bastante claro na apresentação de dados e argumentos contrários as reivindicações dessas categorias. É que os representantes já têm até o discurso na ponta de língua para engorrar o ‘jogo’. “A expectativa é que o Governo tenha um gesto de reconhecimento com toda a área de segurança pública, e com isso retire a Paraíba do último lugar no ranking salarial do país”, avisa o Coronel Francisco de Assis, presidente do Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar da Paraíba.
O encontro, marcado para 15h, no Palácio da Redenção, ocorre uma semana antes da Assembleia Geral unificada das Polícias civil e militar, marcada para a quarta-feira, da semana que vem, dia 5 de fevereiro , em frente a sede da Caixa Beneficente da Polícia e Bombeiros Militares da Paraíba.
REUNIÕES INTERNAS – O Clube dos Oficiais da Polícia e Bombeiros Militares reuniu sua diretoria na segunda-feira, dia 27, para analisar o quadro atual, e ao mesmo tempo debater as ações necessárias a partir do resultado da reunião com o governador.
“Nós do Clube dos Oficiais já nos reunimos ontem com toda nossa diretoria discutindo todos os encaminhamentos feitos até hoje, desde abril do ano passado, compartilhando a nossa caminhada”, afirmou o coronel Francisco de Assis.
Outras entidades das polícias civil e militar também estão realizando reuniões com suas diretorias para debater o cenário.


tanaarea

Nenhum comentário