Header Ads

Em cima do muro: Jeová Campos afirma que permanece no PSB, mas também seguirá dando sustentação à gestão João, na ALPB


Diante do racha consolidado nesta terça-feira (03) entre o ex-governador João Azevêdo (sem partido) e o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), os socialistas começaram a se dividir e tomar partido e se dividiram, já outros têm optado por não se comprometer.
No caso do deputado estadual Jeová Campos, do PSB, ele afirmou, nesta terça-feira (03), que permanecerá filiado ao partido que o elegeu deputado estadual, todavia, não deixará de acreditar na gestão que contribuiu para eleger – a do governador João Azevêdo e por isso permanecerá dando sustentação à administração.
“A desfiliação de João eu lamento, eu sou um daqueles que atuou politicamente, representando nossa base política que não queria esse rompimento que se consolida com a saída de João. Eu sou um homem de partido, terminarei meu mandato filiado ao PSB, eu apenas vou pautar internamente pela legitimidade que tenho de fazer minhas leituras sobre a conjuntura em relação ao governo João, agora fora do PSB. Primeiro nós iremos deixar a poeira baixar, o ano está se concluindo, são decisões importantes apesar de não ser a que eu queria. Espero que futuramente haja momento próprio para que possamos dialogar sobre a natureza jurídica da nossa relação”, declarou.
Jeová lembrou que quando trocou o PT pelo PSB foi por conta do projeto que estava sendo implementado na Paraíba e, para ele, esse mesmo projeto segue sendo implementado no Estado.
“O governador João tem feito a sequência da política introduzida e implementada por Ricardo Coutinho”, ressaltou.


blogdoninja

Nenhum comentário