Header Ads

CMCG

Segurança afasta militar e instaura inquérito para investigar ‘espionagem’ dentro da Secretaria

Um mistério paira sobre os corredores da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado (SEDS). Com qual interesse (e cumprindo ordens de quem) um policial militar do Serviço de Inteligência (P2) estaria tentando ‘espionar’ o gabinete do secretário de segurança, delegado Jean Nunes? Na última quinta-feira (31) o militar chegou a ser detido por seguranças da SEDS no momento em que estava em atitude suspeita, nas proximidades do gabinete. Ao ser abordado ele fugiu, mas foi posteriormente levado para prestar esclarecimentos.
O militar foi afastado das funções e um inquérito policial vai investigar o que estaria por trás da ‘missão’ desenvolvida pelo integrante da P2. As especulações são muitas, mas o fato é que o incidente pode não ser isolado. Recentemente, por motivo de segurança, o secretário Jean Nunes decidiu mudar de endereço e tem redobrado os cuidados com sua segurança pessoal.
“Faz algum tempo que temos acompanhado uma movimentação suspeita. Na quinta vieram à tona uma série de fatos, com esse policial pego em situação extremamente suspeita. E eu preciso saber o que está acontecendo. Principalmente perto do gabinete do secretário, isso é um fato grave. Perto da inteligência, isso também é um fato grave”, comentou Jean Nunes.
A suposta ‘missão’ do P2 não teria ordens, nem o conhecimento, do Comando Geral da Polícia Militar. Hoje o governador João Azevêdo cobrou rigor na investigação. “Eu não vou trazer especulações, mas espero que com as providências que já foram tomadas a gente chegue, efetivamente, a identificar o procedimento”, discorreu João.


jornaldaparaiba

Nenhum comentário