Header Ads

Decisão do STF de proibir prisão após 2ª instância gerou onda de repulsa


Levantamento nacional do instituto Paraná Pesquisas constatou a indignação generalizada dos brasileiros de todas as faixas etárias, dos três níveis de escolaridade e posições econômicas contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que vedou principalmente a prisão de políticos corruptos após condenação em segunda instância só para soltar Lula. Para 64,1%, isso fará a corrupção voltar com força.
Maioria dos brasileiros de todas as regiões são favoráveis à prisão em 2ª instância, mas no Sudeste o percentual é maior: 65,1%.
O Paraná Pesquisas entrevistou 2.640 brasileiros em 166 municípios de todos os Estados e no Distrito Federal, entre os dias 11 e 13 deste mês.
A enquete no site Diário do Poder é ainda mais eloquente: 99% de 9.880 votantes são favoráveis à prisão após condenação em 2ª instância.
Veja os detalhes do levantamento nacional do instituto Paraná Pesquisa:


Nenhum comentário