Header Ads

CMCG

Ministério Público pode pedir anulação de eleições do Conselho Tutelar de CG, diz promotora



Após uma reunião que durou cinquenta minutos no início da tarde desta terça-feira (8), na sede do Ministério Público em Campina Grande, a promotora da Infância e Juventude Elaine Alencar não descarta a possibilidade de pedir o anulamento das eleições para conselheiro tutelar de Campina Grande. O pleito foi realizado no último domingo e marcado por desorganização e denúncias de compra de voto e favorecimento.

Estiveram reunidos com a promotora um grupo de candidatos que foram derrotados no pleito e um advogado que os representa. Mais de dez candidatos estiveram reunidos em frente ao Ministério Público para protestar. Eles já haviam protestado em frente a Casa dos Conselhos pela manhã. Uma comissão com um candidato representando cada uma das áreas foi formada para a reunião com a promotora.

De acordo com a promotora, as denúncias são preocupantes. “Primeiro de tudo dizer que é muito positivo que as pessoas que se sentiram prejudicadas tenham vindo procurar o Ministério Público. Algumas notícias têm sido veículadas e nós estávamos realmente preocupados. Nós ouvimos as pessoas e essas reclamações que parecem muito sérias e demos a orientação de como proceder”, disse Elaine Alencar.

Ela ainda disse que o MP não vai deixar de pedir a anulação do pleito caso seja necessário. “Nós estamos aguardando que até amanhã esses representantes nos tragam documentalmente essas alegações de compra de voto e outras supostas irregularidades. Esse material deve ser montando com base em provas que eles dizem ter. A partir dessas informações impressas muito concretas, aí sim a gente vai tomar as medidas judiciais ou administrativas. Se for o caso de alguma ação de anulação vamos sim ajuizar essa ação. Vamos analisar o que vem mas se for o caso de anulação o Ministério Público não vai se furtar a tomar essa providência”, assegurou.


BlogdoPP

Nenhum comentário