Header Ads

Temístocles diz que ao lhe “agredir e difamar”, a Prefeitura do Conde confirma argumentos de sua renúncia


O médico Temístocles Ribeiro, que renunciou ao mandato de vice-prefeito nesta segunda-feira (23), rebateu as acusações da Prefeitura do Conde, em nota emitida à imprensa. Ele afirma que os argumentos da prefeitura confirmam o que ele havia apontando como motivos para renúncia: A nota me agride, e tenta me difamar ao me chamar de irresponsável, mentiroso, traidor e covarde”, diz.
 Veja nota de Temístocles:
À IMPRENSA DA PARAÍBA, AOS CIDADÃOS DE BEM DO CONDE
Não me surpreendeu a “Nota Oficial” emitida pela Prefeitura de Conde, e distribuída pelas mídias.
Apenas confirma tudo àquilo que aleguei em meus motivos de renúncia na “CARTA ABERTA AO POVO DO CONDE”.
A nota me agride, e tenta me difamar ao me chamar de irresponsável, mentiroso, traidor e covarde.
Agradeço à prefeitura em nome da prefeita Márcia Lucena por ter confirmado oficialmente por meio de nota que tudo o que aleguei em meus motivos é de fato o que acontece.
Quanto ao fato no TCE, já tratei disso em minha renúncia, especificamente da página 2, parágrafo 7, até à página 3, em seu terceiro parágrafo.
Recomendo a leitura, especificamente no tocante ao uso de “documentos falsos e de inverdades processuais para levar autoridades ao erro em denúncias apócrifas”.
Meus advogados já estão cuidando do caso, e quando a verdade se tornar pública, todos saberão quem com ela está.
Sobre “politizar a opção”, talvez quem redigiu a nota oficial não saiba que a instância competente para receber inicialmente um pedido de renúncia é a câmara municipal de vereadores, e assim foi feito, não emiti “nota” para as mídias para politizar o assunto, apenas fiz àquilo que manda a lei, sugiro consultar os procuradores antes se passar ao ridículo.
Interessante a “Prefeitura” falar sobre “desfecho” e “curta trajetória política”, talvez quem emitiu à nota esteja acostumado a só praticar política se estiver no poder, com cargos. Para quem compreende política na sua mais correta forma sabe que sair do poder não impede ninguém à continuar sendo um sujeito político em sua sociedade, talvez a “curta trajetória política” esteja se aproximando para quem tem esse pensamento retrógrado de que apenas com o poder é possível atuar politicamente.
Reitero meus agradecimentos à “Prefeitura”, como assina in fine à nota, por confirmar oficialmente tudo aquilo que expus claramente em minha renúncia.
Temístocles de Almeida Ribeiro Filho
Médico


politicaetc

Nenhum comentário