Header Ads

CMCG

Sesuma já definiu como será a coleta de lixo no Conjunto Aluízio Campos, com destaque para produtos recicláveis


Com previsão de inauguração para o dia 11 de Outubro, aniversário de Campina Grande, o Complexo habitacional  Aluísio Campos, localizado no bairro do Ligeiro terá toda atenção por parte do poder público, principalmente no quesito limpeza urbana, como já ocorre em toda cidade, através de um projeto já desenvolvido pela Secretária de Serviços Urbanos e Meio Ambiente- SESUMA.

O Secretário da pasta, Geraldo Nobre Cavalcante, explicou  que por orientação do prefeito Romero Rodrigues, será feito  um sistema de limpeza eficiente com a coleta dividida em duas etapas. As segundas, quartas e sextas, a convencional, o lixo porta a porta;  e terças, quintas e sábado, a seletiva, com produtos recicláveis.

“ Depois de visitarmos todas as ruas, foi necessário desenvolver um projeto específico, por se tratar de um conjunto com 4.100 casas e apartamentos, considerada uma cidade de porte médio  mais de 70 ruas e avenidas”, explicou, e era necessário fazer algo diferente.

Todas estas ações da Sesuma estão sendo levadas ao conhecimento dos futuros moradores através de reuniões,  mostrando a necessidade de que haja por parte deles uma conscientização para que juntos, mutuários e poder público, tenhamos um serviço de qualidade e eficiente.

O  conjunto terá uma área específica, já destinada pela Construtora Rocha, responsável pela obra, para destinação dos resíduos recicláveis e orgânicos, “ e acredito que com essas providências, “ vamos proporcional juntamente com a população,  um  serviço de limpeza  planejada, programada e conscientizada”, afirmou.

O prefeito Romero Rodrigues, já foi informado da necessidade de se criar  e fixar um sub-departamento de Limpeza Urbana dentro do Aluísio Campos, “ o que sem dúvidas tornará esse serviço bem mais eficiente. Fizemos uma simulação de como será nosso trabalho, onde utilizamos carro coletor e nosso pessoal, para que logo que se inicie a ocupação das casas iniciemos nosso trabalho com planejamento”, disse Geraldo.

Embora não tenham sido entregues, as casas e apartamentos do Complexo Aluízio Campos já são, legalmente, já é um novo bairro de Campina Grande, mediante projeto de Lei aprovado pela Câmara de Vereadores. A área e o número de casas são maiores, inclusive, do que a maioria das cidades paraibanas.

MEIO AMBIENTE!

Outra iniciativa pensada por parte da Prefeitura foi a parte de arborização de todo o Complexo, que além de ganhar um Jardim Botânico, está sendo beneficiado com a plantação de centenas de mudas. “ Há dois anos implantamos o projeto Minha Àrvore,  em toda sua extensão e este trabalho está sendo intensificado pela equipe da Dra. Denise Sena, coordenadora do Meio Ambiente. “ O Aluísio Campos será um modelo  em termos ambientais com estas nossas iniciativas  e certamente teremos todo  apoio da população”.

Na obra estão sendo investidos cerca de R$ 330 milhões, sendo a maior parte dos recursos do Governo Federal. A contra-partida da Prefeitura Municipal foi em torno de R$ 40 milhões, inclusive com a instalação de adutora exclusiva e vias de acesso. O bairro terá linhas duas linhas de ônibus. Creches, quadras, PSFs, áreas de eventos e equipamentos sociais já estão prontos.

A expectativa é de que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) participe da solenidade, em uma obra que foi iniciada no Governo Dilma Rousseff (PT) e passou pela gestão do ex-presidente Michel Temer (MDB). Esta obra foi pensada, planejada e projetada pela equipe do prefeito Romero Rodrigues, a partir da compra do terreno, e aprovada pelo Governo  Federal, com a liberação dos recursos.

Nenhum comentário