Header Ads

CMCG

Presidente do PT na Paraíba diz que estão querendo levar João Azevêdo para o campo de direita


O presidente do PT na Paraíba, Jackson Macedo, disse ao Portal ClickPB nesta segunda-feira (02) que tem muita gente querendo levar João Azevêdo para o campo de direita e que o PT não abre mão de João Azevêdo. Quanto a Anísio, Jackson desautorizou o deputado a falar em nome do partido. 
"O governador é aliado, o PT ajudou a eleger, participou da chapa, Luiz Couto abriu mão de uma reeleição certa para deputado federal para ajudar na campanha de João sendo candidato a senador. o PT participa do governo com Luiz Couto na Secretaria, a relação com João é excelente e nós não abrimos mão de ter o companheiro João Azevêdo conosco, no campo democrático popular, porque tem muita gente que quer levá-lo pra direita, e isso a gente não vai deixar, João é desse campo, continuará sendo desse campo e vai lutar com a gente junto com os partidos do campo democrático e popular contra os desmandos do governo Bolsonaro", disse Jackson.
Ele não disse, no entanto, quem estaria tentando levar João Azevêdo para outro campo político. "Tem muita gente que estimula esse racha, parte da imprensa, gente do governo, gente da Assembleia, lideranças políticas que têm interesse nesse racha", analisou. 
Jackson divulgou nota, nesta segunda-feira (02), destacando a importância do ato pela Transposição ocorrido em Monteiro, nesse domingo, e discordou das críticas feitas pelo deputado Anísio Maia ao PSB, mas não mencionou o fato na carta do PT. "Aí é um problema de Anísio, essa é a nota do presidente do PT", frisou Jackson. Apesar disso, ele disse que não ignora o posicionamento de Anísio, por ele ter o direito de se manifestar, mas esclareceu que a posição de Anísio não é a posição do partido. 
Jackson negou que Luiz Couto tenha sido barrado ao tentar subir no palanque, assim como a deputada Natalia Bonavides, ao contrário do que disse Anísio Maia. 
O presidente estadual do PT também defendeu-se das críticas em torno da vinculação do SOS Transposição ao ato Lula Livre que alega a prisão política de Lula. "É impossível você desvincular a Transposição do Rio São Francisco da imagem de Lula. Ele pensou, executou e entregou a obra. A obra é a cara de Lula, é a cara do PT", justificou. 

NOTA   
PT da Paraíba
Neste domingo, milhares de pessoas compareceram a cidade de Monteiro, epicentro da luta pela transposição das águas do Rio São Francisco. 
Foi o grito de alerta contra a injusta paralisação no abastecimento d'água para centenas de municípios e milhares de pessoas, que estão sendo prejudicadas pela paralisação no bombeamento da água no eixo leste da obra. 
Desde fevereiro o governo federal mantém-se impassível diante do problema e nada faz.
O canal do São Francisco é a maior obra hídrica do Brasil e veio para resolver o histórico problema da irregularidade do abastecimento hídrico no Cariri e na região da Borborema de nosso Estado onde se encontra a cidade de Campina Grande. O eixo norte, que visa abastecer Cajazeiras e parte do Ceará segue parado. 
O Partido dos Trabalhadores sempre esteve na linha de frente pela transposição, foram os nossos governos, Lula e Dilma que pensaram, executaram e entregaram a obra, criminosamente parada por Temer e Bolsonaro. 
É hora de dizer SIM a transposição e denunciar o boicote a ela. 
O ato de ontem (01/09/2019) na cidade de Monteiro, foi um alerta e o início de uma mobilização permanente de toda uma região que exige a solução do seu problema hídrico. A decisão de parar o bombeamento da água por parte do governo federal é uma retaliação politica ao nordeste e ao povo da Paraíba.
O PT da Paraíba está firme com lideranças politicas, entidades, movimentos sociais e a sociedade paraibana na luta pela transposição das águas do velho Chico.
SOS transposição. 
A luta continua!
João pessoa, 02 de setembro de 2019.
Jackson Macêdo
Presidente Estadual do PT PB


Clickpb

Nenhum comentário