Header Ads

CMCG

Menino fica em estado grave após ser acorrentado e espancado pela mãe


Um menino de sete anos deu entrada no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande nessa quarta-feira (10) vítima de agressão doméstica. Ele era mantido em cárcere privado pela própria mãe, na zona rural do município de Boqueirão. Conforme o Conselho Tutelar informou à TV Correio, a criança estava acorrentada e foi espancada com fios elétricos e cordas.
As agressões ao menino teriam sido descobertas por funcionários da escola onde ele estuda, que estranharam sua ausência nos últimos dias. Os profissionais acionaram o Conselho Tutelar e foram até a casa da criança, momento em que foram confirmados os maus-tratos.
Ainda segundo o Conselho Tutelar, o estado de saúde do menino é considerado grave. Porém, o Hospital de Emergência e Trauma ainda não divulgou detalhes do quadro clínico da criança.
A Polícia Civil foi acionada na manhã desta quinta-feira (11) e disse que vai apurar a situação. Até a publicação desta matéria, não haviam ocorrido prisões.

Histórico de violência

Também de acordo com apuração da TV Correio, o menino já tinha sido afastado do convívio com a mãe, devido a denúncias de agressões. Ele é órfão de pai e passou um tempo morando com uma das avós, mas, há cerca de 40 dias, voltou para a casa da mãe. A suspeita atualmente vive com um agente de saúde municipal e, com ele, tem outro filho, de 1 ano e seis meses. Não há indícios de que o caçula também tenha sofrido maus-tratos.

Portalcorreio

Nenhum comentário