Header Ads

CMCG

Inglaterra vence com choro camaronês e ajuda do VAR no Mundial feminino


Em um jogo marcado por situações inusitadas e dramáticas, a Inglaterra goleou Camarões por 3 a 0 e garantiu seu lugar nas quartas de final da Copa do Mundo Feminina. Os gols foram marcados por Greenwood, Ellen White e Houghton.
Greenwood abriu o placar aos 13 minutos do primeiro tempo, após um curioso tiro livre indireto cobrado da pequena área. A goleira Ndom, de Camarões, havia recebido um recuo de bola com as mãos e a árbitra marcou a inflação.
As camaronesas chegaram a colocar 10 jogadoras na barreira formada na linha do gol, mas, ainda assim, a capitã inglesa conseguiu achar um espaço no canto esquerdo para tirar o zero do contador.
$escape.getH()uolbr_geraModulos('embed-foto','https://www3.uol.com.br/gera-modulos/export/preview/embed-foto/2019/barreira-camaroes-1561311481563.htm')
Aos 49 minutos, Ellen White fica frente a frente com Ndom, manda na saída da goleira e marca o segundo. A bandeinha chegou a marcar impedimento, mas o árbitro de vídeo analisou o lance e validou o gol, causando revolta entre as camaronesas.
Porém, a raiva delas com o VAR explodiu mesmo no começo do segundo tempo. Nchout marcou um gol para Camarões, porém o vídeo observou um impedimento de Onguene na origem da jogada. As jogadoras camaronesas se recusaram a reiniciar a partida e Nchout chegou a chorar em campo.
Apesar de Camarões não ter se intimidado após as polêmicas com o VAR, elas não conseguiram evitar que as inglesas ampliassem o placar. Aos 12 minutos, Greenwood surgiu sozinha na pequena área após cobrança de escanteio e marcou o terceiro gol.
A Inglaterra chegou a ter mais um lance analisado pelo VAR, de um possível pênalti, que não foi confirmado pela arbitragem. O desafio da seleção inglesa nas quartas de final será na próxima quinta-feira (27) contra a Noruega, que superou a Austrália nos pênaltis ontem.

uol

Nenhum comentário