Header Ads

CMCG

Senado adia para hoje eleição da Mesa e Maranhão deve comandar sessão




O Senado suspendeu na noite desta sexta-feira (1º) a sessão que definiria o novo presidente da Casa. A nova sessão foi marcada para a manhã deste sábado (2), com o senador paraibano José Maranhão (MDB), o mais antigo da casa, na presidência dos trabalhos.
O senador paraibano José Maranhão (MDB), deve comandar os trabalhos por ser o parlamentar mais velho no Congresso Nacional. Maranhão passou parte da sessão ao lado do senador estreante Veneziano Vital do Rêgo, (PSB). Os dois devem votar em Renan Calheiros (MDB). 
Por proposta do senador Cid Gomes (PDT-CE), a votação foi congelada na noite desta sexta e Davi Alcolumbre (DEM-AP), que presidia a mesa, não será mantido no comando por ser um dos candidatos à presidência do Senado.

A suspensão foi proposta pelo senador Cid Gomes (PDT-CE) para tentar pôr fim à divergência em torno de quem deveria conduzir a reunião. A proposta foi aprovada em votação simbólica (sem contagem de votos).

Houve tumulto durante toda a sessão sobre a condução dos trabalhos pelo senador Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Outro ponto de forte embate entre os senadores foi sobre a votação. Um grupo defendia que a votação fosse aberta, enquanto outra defendia votação secreta.

Presidente em exercício da sessão, Alcolumbre colocou a proposta em votação simbólica, e a maioria dos parlamentares concordou em deixar para sábado a eleição para presidência da Casa.

Uma ala defendia que Alcolumbre abrisse mão de conduzir os trabalhos por ser candidato a presidente. Outra ala defendia a suspensão da sessão a fim de que os parlamentares chegassem a um acordo sobre quem passaria a conduzir a sessão.

Senadora Kátia Abreu pega pasta da mesa diretora do Senado
Em um momento mais tenso, a senadora Kátia Abreu (MDB-TO) chegou a ocupar a Mesa Diretora e tomou das mãos de Alcolumbre a pasta na qual estavam os documentos referentes à sessão.

G1

Nenhum comentário