Header Ads

CMCG

Exame descarta problemas mentais em agressor de paisagista



Exames descartaram que Vinícius Serra, de 27 anos, preso preventivamente por tentativa de feminicídio contra a paisagista Elaine Caparróz, tenha problemas psiquiátricos. O agressor passou por avaliação no Hospital Penal Psiquiátrico Roberto Medeiros por determinação da Justiça. Ele será transferido para uma unidade prisional comum nesta quarta-feira (27), segundo informações da Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro).


Acusado de agredir a paisagista, Vinicius alegou ter tido um surto psicótico no momento do crime, logo após ser levado para delegacia.
Ao determinar a prisão preventiva, o juiz também determinou que ele passasse por uma avaliação psicológica. O agressor foi levado à unidade penal psiquiátrica na última terça (19), onde foi a submetido a exames.

O caso aconteceu no último sábado (16). A paisagista Elaine Caparróz, de 55 anos, recebeu Vinicius, que é lutador de jiu-jitsu, em sua residência na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, após trocar mensagens com o rapaz pela internet por de oito meses. Durante o encontro, Elaine foi agredida pelo jovem por cerca de quatro horas e teve o rosto completamente desfigurado.

Ela foi socorrida por vizinhos, e o rapaz detido na portaria do prédio. Durante as investigações, a polícia descobriu que Vinícius se apresentou como Felipe para entrar no condomínio.

Após ficar seis dias internada, Elaine falou em entrevista que acredita ter sido dopada pelo rapaz e que conseguiu se salvar por ter conhecimento sobre defesa pessoal. A paisagista é mãe do também lutador Rayron Gracie.

O inquérito que investiga o caso foi concluído pela Polícia Civil, mas não apontou se a motivação do crime foi algum tipo de rixa ocorrida no meio das artes marciais. A Justiça do Rio aceitou a denúncia e Vinícius se tornou réu nesta terça-feira (26).


R7

Nenhum comentário