Header Ads

CMCG

Pesquisa aponta que mais de 80% dos estudantes recomendariam as Escolas Cidadãs Integrais da Paraíba



O sistema de ensino aplicado nas Escolas Cidadãs Integrais da Paraíba está recebendo aprovação da maioria dos seus alunos. Pesquisa de satisfação realizada pela Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia (SEECT), por meio da Comissão Executiva de Educação Integral, com estudantes destas unidades de ensino apontou que 84% deles recomendariam a experiência na escola Cidadã Integral para outros estudantes. Em parceria com o Instituto pela Corresponsabilidade da Educação (ICE), a pesquisa foi feita no mês dezembro de 2018 em 100 escolas de tempo integral, com 8.357 estudantes do ensino fundamental II e médio.

A pesquisa foi realizada por meio de questionário online, com 79 perguntas respondidas individualmente. As perguntas visaram avaliar a satisfação dos estudantes em relação a oito temas principais das Escolas Cidadãs Integrais: ‘Corpo docente, Auto avaliação do estudante, Equipe escolar, Práticas pedagógicas da Escola Cidadã, Equipe gestora, Percepção do dia a dia na escola, Infraestrutura e Serviços e Curso técnico’.

Os pontos mais bem avaliados são: professores, a qualidade do ensino, auto avaliação em relação ao interesse e postura e a importância da ECI para a vida dos estudantes. A maioria das escolas foi aprovada na visão dos alunos.

O estudante Isaías Jácome, da Escola Cidadã Integral Técnica Pastor João Pereira Gomes Filho, em Mangabeira, é grato pela implantação das Escolas Cidadãs Integrais na Paraíba. “Esse modelo de escola vem mudando a vida de vários jovens, assim como mudou a minha. Hoje tenho meu Projeto de Vida, porque a Escola Cidadã nos leva a refletir sobre nossos sonhos. Além de professores capacitados para nos dar um ensino de qualidade. A minha meta é ser um jovem que lute pela a educação e lute por uma sociedade ainda melhor. Quando terminar os estudos, pretendo entrar na Universidade, me formar no curso de Direito para ser promotor. A Escola Cidadã Integral me ensinou que quando nós queremos algo, temos que ser perseverantes e lutar, pois assim conseguimos chegar até ele”, ressaltou.

Diego Araújo, aluno da Escola Cidadã Integral Severino Cabral, em Campina Grande, contou que demorou para aceitar o novo modelo de ensino no início da implantação, mas que depois de alguns meses se surpreendeu com a mudança para melhor na vida acadêmica e pessoal.  “Depois de alguns meses, passei a gostar mais da escola. Já no segundo ano, passei a fazer o acolhimento, e definitivamente me apaixonei por tudo, a interação que temos com as outras escolas e alunos é sem dúvidas a melhor coisa que um aluno de Ensino Médio pode passar”, falou.

A estudante Hannyeria Vitória Alvez, da Escola Estadual Cidadã Integral Compositor Luiz Ramalho, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa, aprovou o novo modelo de ensino e levou seis amigos para estudar com ela na escola. “A Escola Cidadã para mim é um projeto maravilhoso que mudou muito minha vida, me deu oportunidades de ser acolhedora, de me tornar uma pessoa mais comunicativa, de poder montar o meu Projeto de Vida e realizar os meus sonhos. É um modelo que valoriza o aluno, tenho meus amigos e professores como parte da minha família”, falou.

Nenhum comentário