Header Ads

CMCG

Ex-catador constrói posto de combustíveis na Paraíba


Um ex-catador de materiais recicláveis construiu um posto de combustíveis, com as próprias mãos e ajuda dos filhos, em Curral Velho, no Sertão da Paraíba. Damião Vicente da Silva, de 47 anos, poupou o pouco que ganhava durante 18 anos, dividindo a renda mensal para sustentar a família e realizar o sonho.

Ter um posto de combustíveis era uma meta que Dão, como é conhecido o agora empresário, desejava alcançar desde o ano 2000. Como na cidade não havia nenhum estabelecimento no setor, ele viajava para as cidades vizinhas de Diamante, Boa Ventura e Itaporanga para comprar botijões de gasolina. Em Curral Velho ele vendia o combustível em garrafas descartáveis de dois litros.

Em 2009, Damião conseguiu comprar o terreno onde o posto foi construído. Desde então ele comprava o material de construção aos poucos e erguia o estabelecimento conforme podia, junto com os filhos. “Eu comprava areia, cimento e tijolos e colocava as mãos na obra com os meus filhos. Eu que fui o pedreiro, eletricista e tudo que precisava ser”, explicou.

Foi com o dinheiro que conseguiu trabalhando como catador que ele construiu família e criou os três filhos ao lado da esposa, Alcileide Sabino Vicente, de 40 anos. A filha do meio dele, Darkeline Vicente sabino da Silva de 20 anos, está prestes a se formar no curso de Serviço Social. Os outros filhos, Darkileudo Vicente Sabino de 22 anos e Darcileudo Vicente Sabino de 18 anos, conciliam a rotina escolar do ensino médio com as tarefas do novo negócio da família.

Damião perseverou por quase 20 anos, mas conta que não foi fácil. Muitas vezes foi rotulado como louco por depositar tanta esperança em um sonho que muitos consideravam impossível. Mesmo desanimado, ele nunca desistiu.

“Muitas pessoas me chamavam de doido. Eu enchia os olhos de lágrimas e pedia forças a Deus. Cheguei a perder o sono e não conseguia nem me alimentar”, confessou.

O ex-catador de materiais recicláveis acredita que teve as preces atendidas. Ganhou prêmios em duas rifas: um carro e uma moto. Os veículos que ele recebeu foram vendidos e se tornaram degraus para a conquista do posto.

Damião reforçou que o apoio da família foi fundamental. A esposa dele e os três filhos semearam sementes de esperança no coração dele, nos momentos difíceis. Hoje, o sonho de um virou o negócio da família toda que colheu os bons frutos do trabalho e dedicação que foram plantados.

Com propriedade, Dão deixa uma mensagem de fé para quem possui um sonho. “Eu tô muito emocionado e não sei falar bonito. Eu queria que todos que tivessem um sonho trabalhassem e não desistisse dele e arregaçassem as mangas. Quem luta, vence”, concluiu.

Redação com G1

Nenhum comentário