Header Ads

CMCG

Comércio de João Pessoa antecipa Black Friday e atrai clientes


O famoso - ou Sexta-feira Negra - dia de grandes promoções em lojas, supermercados e magazines – criado nos Estados Unidos e copiado pelo comércio brasileiro, deve atrair milhões de pessoas às compras na próxima sexta-feira (23). Para o presidente da Fecomércio-PB, Marconi Medeiros, “as promoções da Black Friday já são esperadas pelos consumidores e pelo comércio. A Fecomércio Paraíba estima que a data, em constante crescimento, já se equipare ao Dia das Mães no volume de vendas e a expectativa é que as vendas cresçam em torno de 6% em relação ao do ano passado.”
Segundo o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas da Região Metropolitana de João Pessoa, Nivaldo Vilar, a expectativa de vendas para este dia são as melhores possíveis. Por outro lado, os Procons recomendam pesquisas e cautela antes das compras durante o Black Friday e os consumidores se mostram atentos a possíveis falsas promoções.

“Após implantação do Black Friday no Brasil, a data gradativamente vem provocando uma redução nas compras do mês de dezembro porque na Sexta-feira Negra, os consumidores começam a antecipar as compras natalícias em razão das significativas promoções”, revelou Nivaldo Vilar, informando que as grandes redes de supermercados e até o comércio de veículos está aderindo às promoções.

Em meio as grandes promoções o Procon-PB orienta que os consumidores façam pesquisas antes de comprar, inclusive, em lojas físicas, pois podem ser encontrados preços e condições de pagamento mais atraentes. É importante também que antes de efetuar a compra o consumidor avalie se é realmente necessário adquirir o produto neste momento, evitando as compras por impulso.

Já o Procon-JP realiza campanha de alerta ao consumidor sobre como fazer compras seguras durante as promoções antecipadas da Black Friday nas lojas físicas e virtuais. O objetivo é inibir possíveis enganações quanto aos descontos oferecidos. A orientação é que o consumidor fique atento a chamada ‘maquiagem’ nos preços.

“O consumidor que espera o ano todo para comprar algo há muito necessitado ou desejado, deve ficar alerta para não ser enganado com os preços ‘maquiados’. Chamamos a atenção para o perigo dos produtos terem o preço elevado antes do anúncio das promoções e depois serem reapresentados com um preço menor, que nada mais é do que o valor anterior, ou seja, não existe desconto real. Isso se chama maquiagem de preços”, informou a secretária adjunta do Procon-JP, Maristela Viana.

Nenhum comentário