Header Ads

CMCG

Tribunal confirma eleição para prefeito de Cabedelo em dezembro


O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba definiu a data para realização de eleições suplementares para escolha dos novos prefeito e vice-prefeito de Cabedelo. O pleito será realizado no próximo dia nove de dezembro, nos termos da minuta de resolução aprovada por unanimidade pela Corte. O presidente do TRE-PB, Romero Marcelo da Fonseca, colocou o assunto em pauta na sessão de ontem, com a leitura da minuta de resolução, já fixando o dia nove de dezembro, um domingo, para votação com vistas ao preenchimento dos cargos, que estão vacantes desde a última terça-feira, com a renúncia do ex-prefeito Wellington (Leto)Viana, implicado na Operação Xeque-Mate, e com a morte do vice, Flávio Oliveira, em julho.
O processo foi encaminhado para a Corregedoria-Geral, que ficará responsável pela elaboração da resolução que definirá todo o andamento do pleito e calendário eleitoral. Até o próximo dia 12 de novembro, quem responderá pela Corregedoria é o juiz Antônio Carneiro de Paiva Júnior, decano da instituição, já que o titular Carlos Martins Beltrão Filho passará à condição de presidente do Tribunal a partir de segunda-feira. A resolução disciplinando as eleições suplementares deverá ser aprovada em sessão da próxima quarta-feira, contendo todos os prazos do processo, desde o da realização das convenções partidárias para homologação de candidatos até a data de diplomação dos eleitos.
A Justiça Eleitoral teria prazo de até 90 dias para realizar eleições suplementares em Cabedelo, mas em virtude da urgência e da própria situação administrativa da cidade, que teve o prefeito afastado do cargo e preso por envolvimento na Operação Xeque-Mate, o prazo foi abreviado. A Xeque-Mate foi deflagrada em conjunto por órgãos policiais e judiciários no último dia três de abril e o grupo é acusado de ter montado uma organização criminosa na prefeitura de Cabedelo. A apuração dos resultados será feita em esquema semelhante ao das eleições de outubro, no sistema DivulgaCand, no site do TSE.
OsGuedes

Nenhum comentário