Header Ads

CMCG

Suspeito disse que atentado contra Bolsonaro foi 'a mando de Deus', segundo boletim de ocorrência



O suspeito de esfaquear o candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) disse em alguns momentos à polícia, durante conversa após ser preso, que o crime "foi a mando de Deus".

Jair Bolsonaro levou uma facada na região da barriga durante um ato de campanha em Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas Gerais, na tarde desta quinta-feira (6). Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, está preso e confessou o crime.

Bolsonaro foi levado à Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora. O hospital informou que ele deu entrada na emergência por volta de 15h40, com "uma lesão por material perfurocortante na região do abdômen".

O homem é natural de Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, e foi preso em flagrante logo após o incidente.

Atendimento médico

Bolsonaro foi levado para a Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora. O hospital não informou o estado de saúde do candidato. De acordo com um dos filhos de Bolsonaro, o deputado estadual Flavio Bolsonaro, o ferimento foi superficial e o candidato passa bem. Em entrevista à GloboNews, ele afirmou que o pai levou seis pontos.

A TV Globo apurou, no entanto, que Bolsonaro foi levado para a sala de cirurgia e será operado.



G1

Nenhum comentário