Header Ads

CMCG

Manoel Júnior descarrega artilharia contra Cartaxo e diz que levou rasteira, mas continua de cabeça erguida


O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior (PSC) anunciou oficialmente na manhã desta quarta-feira (05) o seu rompimento com o prefeito de  João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV) e consequente troca de apoio para as eleições estaduais deste ano.
O candidato à Câmara Federal anunciou que não mais apoiará o irmão do prefeito, Lucélio Cartaxo (PV), seguindo agora com o senador e também candidato ao governo, José Maranhão (MDB).
Em tom de desabafo e sem poupar críticas a Luciano, Manoel disse que o gestor de João Pessoa não tem palavra, tinha o compromisso de indicá-lo à majoritária, mas ao invés disso resolveu 'fritar' sua candidatura ao Senado.
O racha entre Manoel Junior e o grupo do prefeito já era previsto tendo inclusive demorado a acontecer segundo as expectativas dos bastidores da política paraibana, já que o vice-prefeito tinha a esperança de ser alçado ao cargo de prefeito com uma possível candidatura de Luciano ao governo, fato que não se concretizou.
Após isso Júnior lançou sua candidatura ao Senado acreditando mais uma vez no apoio de Luciano que também não veio. Por último decidiu então candidatar-se à Câmara Federal e declarou nesta manhã que mais uma vez não conseguiu o apoio que precisava do prefeito.
"Nós abrimos mão de praticamente tudo para nos mantermos unidos e defender o projeto das oposições, mas infelizmente depois de passado todo esse tempo e o trabalho abnegado que tenho feito por João Pessoa, há um mês eu estive com o prefeito colocando pra ele a necessidade daqueles compromissos que foram assumidos pudessem ser cumpridos e o compromisso maior foi o político e infelizmente, depois de todas as rasteiras que nós levamos e que fomos resignadamente tranquilos para continuar de cabeça erguida e em pé, eu sei da decisão que estou tomando hoje e estou tomando a favor de alguém que me conhece desde que eu era adolescente. Nem em todos os momentos nós convergimos, mas nunca deixamos de nos respeitar e diferente dos outros Maranhão cumpre palavra" declarou.
Na coletiva que contou com a presença de Maranhão, também estava presente a vereadora Raíssa Lacerda que era aliada de Cartaxo e decidiu mudar o apoio, seguindo com o senador emedebista.

PB Agora

Nenhum comentário