Header Ads

CMCG

Luciano rebate Manoel Jr sobre traição: “Está para nascer alguém que consiga enganar ele”




Em entrevista a uma emissora de rádio da Capital na tarde desta quarta-feira (05), o prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PV) rebateu as criticas do vice-prefeito Manoel Junior (PSC) que anunciou nesta manhã seu rompimento político com o chefe do executivo municipal e porventura com a campanha de Lucélio Cartaxo (PV), irmão do prefeito.
Segundo Luciano, o vice-prefeito e atual candidato a Deputado Federal Manoel Júnior foi o único a prejudicar sua carreira politica. Para ele, Manoel começou se lançando pré-candidato a Governador, onde não teve apoio da sua sigla, então se lançou a senador, deputado estadual e deputado federal.
“Primeiro eu quero dizer que está para nascer alguém que consiga enganar Manoel Júnior. Ele não é uma criança, conhece os fatos. Eu não faço politica de versão, faço política de verdade”, disse destacando que jamais o partido de Manoel o cogitou para ser candidato a Senador e que pensavam lançá-lo para Estadual.
O prefeito da capital fez um breve histórico das desistências de Manoel Júnior. Ele lembrou que em 2016, Jr, desistiu de ser candidato a prefeito para ser indicado pelo partido que integrava o (MDB) para o cargo de vice-prefeito. Em março de 2017, o MDB teria feito uma reunião onde teria lançado a pré-candidatura de José Maranhão a governador.
“Nesse momento disse que isso dificultava o processo de união das oposições, posteriormente ele (Manoel Júnior) assumiu três vezes a prefeitura, mas em nenhum momento eu disse a ele que em nenhum cenário eu disputaria condição de governador, disse que isso era um processo, uma construção. Posteriormente o próprio Manoel Júnior se desfilou do MDB. E ele me disse à época que o MDB foi responsável pela frustração do sonho dele de ser prefeito de João Pessoa”, disse Luciano.
“Internamente Manoel Junior era cotado para a condição de deputado estadual. Só depois se colocou candidato a deputado federal quando os compromissos já estavam firmados na Paraíba inteira. Então vamos continuar nosso ritmo de trabalho, mas deixo aqui que discordo prontamente dos argumentos utilizados por ele”, disse Cartaxo.

Nenhum comentário